Pesquisar este blog

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Ceará terá R$ 93,9 mi para ação contra estiagem

Governo federal promete conclui trecho do eixão das águas até 2016
(Foto: Cid Barbosa)
Escassez de água, de alimentos, aumento de doenças, óbitos gerados pelo consumo de águas contaminadas e morte de animais são consequências dos quatro anos consecutivos de seca pelos quais o Ceará passa. Para quem mora nas comunidades próximas ao canal do projeto de integração do Rio São Francisco, a situação é ainda mais grave. Por serem difusas, o abastecimento torna­se mais complicado. Para tentar contornar essa dificuldade, o Ministério da Integração Nacional vai repassar R$ 93,9 milhões ao Ceará. Os recursos deverão ser utilizados na construção de redes conectoras de abastecimento das comunidades localizadas em um raio de até cinco quilômetros dos canais integrados ao São Francisco. Os estados de Pernambuco e Paraíba também serão contemplados, sendo R$ 134,8 para Pernambuco e R$ 35,7 para a Paraíba. Outros R$ 20,7 milhões vão ser transferidos à Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), do Ministério da Saúde, totalizando R$ 285 milhões em repasse de verbas. Benefício No Ceará, conforme a Secretaria das Cidades, responsável pelas obras, o projeto prevê a implantação, operação e manutenção da infraestrutura de abastecimento de água em 64 localidades dos municípios de Jati, Penaforte, Barro, Mauriti e Brejo Santo, beneficiando em torno de 30,5 mil pessoas. A expectativa do órgão é que, na região a ser beneficiada, haja um aumento na produtividade e diminuição do desemprego rural, ajudando a fixar o homem no campo. Ontem, por ocasião da inauguração da segunda Estação de Bombeamento do Eixo Leste do projeto de integração do Rio São Francisco, no município de Floresta, em Pernambuco, a presidente Dilma Roussef assegurou que, apesar de qualquer dificuldade, o governo federal vai concluir a obra em 2016. "Nós não vamos permitir, nem o governo federal, nem os senhores governadores que aqui assinaram os convênios conosco, não vamos permitir a repetição de histórias tristes que existiam, de famílias e famílias sem acesso à água, embora vivendo às margens de adutoras ou barragens", ressaltou. Durante a cerimônia, também foram assinados cinco termos para a construção dos sistemas de abastecimentos de água, entre eles com o governador do Ceará, Camilo Santana, presente ao evento. Além do apoio financeiro, o governo federal também fornecerá os projetos executivos das obras aos estados beneficiados. Os governos estaduais serão responsáveis pela execução desses sistemas. No caso do Ceará, a obra é de responsabilidade da Secretaria das Cidades. De acordo com o Ministério da Integração Nacional, a integração do Rio São Francisco vai garantir a segurança hídrica de aproximadamente 12 milhões de nordestinos em 390 municípios nos Estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte. O projeto é composto por 477 quilômetros de extensão, organizados em dois eixos de transferência de água: Norte, com 260 quilômetros, e o Leste, com 217.

Reportagen: Diario do Nordeste

Prefeitura de Fortaleza apresenta ações para reduzir acidentes de trânsito

Prefeito de Fortaleza Roberto Claudio anuncia plano para redução de acidentes
Para reduzir acidentes no trânsito, a Prefeitura de Fortaleza inicia a partir de janeiro novas ações do Programa de Segurança no Trânsito de Fortaleza, envolvendo atividades de educação, fiscalização e infraestrutura. As iniciativas fazem parte de uma parceria entre a Prefeitura e o Programa de Segurança Viária da Bloomberg Philanthropies, uma instituição filantrópica com sede em Nova Iorque que objetiva traçar ações de curto, médio e longo prazos para conter e reverter a tendência crescente de fatalidades e ferimentos graves no trânsito. O projeto foi apresentado nesta terça-feira (22/12), no Paço Municipal, pelo prefeito Roberto Cláudio, o titular executivo da Secretaria Municipal da Conservação e Serviços Públicos (SCSP), Luiz Alberto Sabóia, e pela secretária Municipal de Saúde (SMS), Socorro Martins.
Fortaleza foi uma das dez cidades selecionadas em todo o mundo para participar do programa da Bloomberg Philanthropies, que oferecerá à capital uma assistência técnica de especialistas globais em segurança no trânsito. O Programa de Segurança no Trânsito de Fortaleza será desenvolvido pela Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (PAITT), que prevê, inclusive, treinamento para agentes e setores de inteligência do trânsito, campanhas educativas, ações de redução de acidentes, a exemplo das faixas elevadas e em diagonal para pedestres, além do estímulo ao uso de bicicletas nos deslocamentos urbanos.
Mais que benefícios para a mobilidade urbana em Fortaleza, as ações visam promover uma humanização do trânsito e tentar resolver aspectos da saúde pública, já que o desafio é reduzir, nos próximos cinco anos, o número de acidentes de trânsito em Fortaleza. “Este é um problema de saúde pública. A frequência no Brasil, especificamente em Fortaleza, de casos de doenças de sequelas e óbitos no trânsito estão muito acima da média. É muito importante registrar isso como um problema de trânsito, mas que passa por uma abordagem de saúde pública de prevenção. Hoje, os leitos hospitalares, centros cirúrgicos e UTIs são exemplos da nossa necessidade de fazer uma grande política de prevenção de acidentes de trânsito em Fortaleza”, disse o Prefeito.
De acordo com Roberto Cláudio, o programa tem início em janeiro. “Somos uma das três cidades da América do Sul objetos desta ação. Fortaleza, São Paulo e Bogotá estão sendo apoiadas por especialistas do mundo inteiro e terá quatro grandes ações. A primeira é de melhorar a informação e o dado, para que possamos direcionar ações nas áreas que têm maior frequência nos horários e locais com mais acidentes; a segunda é fiscalizar principalmente a falta de uso do capacete e associação de álcool e direção; a terceira é de engenharia de trânsito, onde serão feitas mudanças nos locais onde os acidentes são mais frequentes; já a quarta é a comunicação e educação para que as ações possam ter efeito na redução do número de óbitos já ao longo de 2016”, explicou Roberto Cláudio.
O Programa de Segurança no Trânsito de Fortaleza será baseado no monitoramento dos dados de acidentes de trânsito, com estudo sobre o desenho urbano e vias seguras, além de ações de fiscalização, educação, comunicação, mídia e marketing.
Fonte: Assessoria Prefeitura de Fortaleza

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Mercado financeiro prevê, pela 1ª vez, retração do PIB também em 2016

Min.Joaquim Levy  (Fazenda) admite retração do PIB para 2016
Instituições financeiras passaram a acreditar em queda da economia não somente neste ano, mas também em 2016. A informação consta do boletim Focus, publicação semanal elaborada pelo Banco Central (BC), com base em projeções de instituições financeiras para os principais indicadores da economia.
Na semana passada, a expectativa era estabilidade (0%) para o Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, em 2016. Agora, a projeção é queda de 0,15% no PIB, no próximo ano.
Na avaliação do mercado financeiro, a produção industrial deve apresentar retração de 5%, este ano, contra 5,21% previstos na semana passada. Em 2016, a expectativa é recuperação do setor, com crescimento de 1%, ante a previsão anterior de 1,15%.
O encolhimento da economia vem acompanhado de inflação acima da meta (4,5%, com limite superior de 6,5%). Mas, pela primeira vez depois de 17 semanas seguidas, a projeção parou de subir. A estimativa das instituições financeiras para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), este ano, foi mantida em 9,32%. Para o próximo ano, a projeção passou de 5,43% para 5,44%.
Para tentar trazer a inflação para a meta, o BC elevou a taxa básica de juros, a Selic, por sete vezes seguidas. Mas a promessa do BC é entregar a inflação na meta somente em 2016. O BC indicou que não deve elevar a Selic na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), em setembro. Segundo o BC, os efeitos de elevação da Selic levam tempo para aparecer.
Para as instituições financeiras, a Selic deve permanecer em 14,25% ao ano até o fim de 2015 e ser reduzida em 2016. A projeção mediana (desconsidera os extremos da estimativa) para o fim do próximo ano passou de 12% para 11,88% ao ano.
A taxa é usada nas negociações de títulos públicos no Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic) e serve como referência para as demais taxas de juros da economia. Ao reajustá-la para cima, o BC contém o excesso de demanda que pressiona os preços, porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Quando reduz os juros básicos, o Copom barateia o crédito e incentiva a produção e o consumo, mas alivia o controle sobre a inflação.
A pesquisa do BC também traz a projeção para a inflação medida pelo Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI), que passou de 7,66% para 7,67%, este ano. Para o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), a estimativa subiu de 7,69% para 7,74%, em 2015. A estimativa para o Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe) passou de 9,17% para 9,23%, este ano.
A projeção para a cotação do dólar, ao final este ano, subiu pela quarta vez seguida, ao passar de R$ 3,40 para R$ 3,48. Para o fim de 2016, a na terceira alta seguida, a projeção passou de R$ 3,50 para R$ 3,60.
Agência Brasil 

terça-feira, 28 de julho de 2015

Inovação na gestão da Saúde é incentivada em Seminário Internacional na Fiec

Seminário Internacional de Saúde, que acontecerá no dia 05/08
na Federação das Indústrias do Estado do Ceará – Fiec
A eficiência da saúde é um desafio constante para várias esferas do país, desde as políticas públicas e regulamentação da saúde privada à forma de gestão e efetividade do sistema único de saúde. Para debater essas questões e a necessidade de inovação no setor para que a saúde passe a ser vista como meio de promover desenvolvimento, Fortaleza receberá o Inova Saúde – Seminário Internacional de Saúde, que acontecerá no dia 05 de agosto, na Federação das Indústrias do Estado do Ceará – Fiec, das 08 horas às 18 horas. O evento voltado para profissionais da Saúde, gestores de Instituições de cuidado e promoção à saúde e acadêmicos, contará com palestrantes de destaque internacional, como o médico e professor israelense, Yitzhak Peterburg.
O Inova Saúde pretende abordar as mais novas tecnologias aplicadas ao setor, compartilhar boas práticas na Gestão Pública e Privada da Saúde, além de apresentar os resultados alcançados pelos alunos participantes do Projeto Apóstolos da Saúde (12 alunos de vários cursos identificam desafios e propõe soluções para a saúde). A concepção do evento partiu da visão de ecossistema que engloba os setores econômicos, buscando justamente reuni-lo em prol da saúde, com uma nova abordagem científica e operacional. Esse ecossistema reúne as universidades, a área de conhecimento, os poderes públicos nas diferentes esferas (municipal, estadual e federal), os diferentes poderes (legislativo, judiciário e executivo) e a iniciativa privada, nas suas diferentes dimensões, quer seja na área de ensino para a saúde, quer seja na área de laboratórios clínicos e de prevenção à saúde e também de hospitais. Ou seja, todas as áreas que podem ajudar na superação do desafio da saúde no Estado. Para atingir esse objetivo, o trabalho foi pensado pelos organizadores em quatro perspectivas: a saúde pública; a saúde pela filantropia e pela iniciativa privada com apoio público (pelo apoio do SUS); a saúde como negócios; e a saúde como inovação.
“É preciso termos esse ecossistema articulado se alinhando para que possa surgir uma política mais moderna de saúde no Ceará. Em que nós consideremos não só a responsabilidade direta do Estado, mas, também, dos protagonistas do desenvolvimento, como os profissionais de saúde, o Banco do Nordeste, a Fiec e outras instituições privadas. Todos juntos podem potencializar a solução, gerar um novo trabalho, oportunidade para os jovens, para os profissionais de saúde se desenvolverem. Não podemos ficar focados só nos problemas da ineficiência pública na saúde. Ela existe e é um problema grave, mas temos que buscar a eficiência da saúde, soluções para que a sociedade possa experimentar um serviço de qualidade e que não fique condenada a um serviço de má qualidade”, reforça o deputado estadual Carlos Matos (PSDB), um dos articuladores do evento.

Apóstolos da Saúde
Uma iniciativa ousada de propor soluções para a saúde no Estado do Ceará. Assim pode ser definido o programa "Apóstolos da Saúde - A saúde aberta a todos", lançado em 13 de julho. A ideia de propor soluções para o setor com o apoio dos jovens foi do deputado estadual Carlos Matos (PSDB) em parceria com o sistema FIEC, o Centro de Empreendedorismo do ITA, o Sinduscon-CE, o Sindicato dos Médicos do Ceará, as Assembleia Legislativa e o Centro Universitário Christus. Levantar e aprofundar os principais desafios da saúde, por meio de análises de dados e entrevistas, buscar soluções para melhorar a saúde no Ceará e atrair talentos para pensar novas possibilidades para a área são os principais objetivos do programa.
Na prática, 12 alunos dos cursos de medicina, farmácia, engenharia, enfermagem, ciências biológicas e educação física de diferentes universidades do Ceará e do ITA, estão em campo para identificar desafios e propor soluções para a saúde. Para o autor da iniciativa, o programa nasceu da necessidade de repensar o sistema de saúde pública do Ceará. "Esses acadêmicos vão trabalhar diretamente nos hospitais. Eles serão acompanhados por mentores com vasta experiência no setor e a ideia é que eles possam apresentar soluções técnicas, de gestão e de Tecnologia da Informação para a saúde", explica Carlos Matos. Ao final, os melhores projetos serão apresentados no Seminário Inova Saúde.

Sobre os palestrantes

Prof. Yitzhak Peterburg
Peterburg é da alta administração da TEVA Pharmaceuticals. Já foi vice-presidente do Grupo TEVA para a divisão de marcas globais. Antes exerceu a presidência e foi CEO da Cellcom Israel Ltd. Foi Diretor Geral da Clalit Health Services, a maior rede de saúde de Israel. Atualmente é professor na Universidade de Ben Gurion, diretor no Conselho da Rosetta Genomics e membro do Conselho da Regenera Pharma. Yitzhak Peterburg é graduado na Hadassah Medical School e certificado em Pediatria e em Administração de Serviços de Saúde. Concluiu doutorado em Administração em Saúde pela Columbia University e especialização em Sistema de Informação pela London School of Economics. Médico Formado pela Hadassah Medical School em 1977.

Dra. Mayra Pinheiro
Dra. Mayra é médica perita da Defensoria Pública da União no Ceará, professora e coordenadora do internato em Pediatria da Unichristus. Pinheiro é formada pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e fez Residência em Pediatria pela Universidade de São Paulo (USP).

Fonte: Assessoria de Imprenssa SFIEC

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Nordeste registra o terceiro maior crescimento de inadimplentes em 2015

Região nordestina registrou percentual de 3,07%  de aumento nos consumidores
com dívidas em atraso no primeiro quadrimestre 2015, abaixo da média nacional.
Dentre as cinco regiões brasileiras, o Nordeste apresentou nos quatro primeiros meses de 2015 o terceiro maior crescimento na quantidade de consumidores com dívidas em atraso no país. O aumento foi de 3,07%, mas ficou abaixo da média nacional, que foi de 3,39%. O dado é do Indicador Regional de Inadimplência calculado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). A maiores altas foram registradas pelo Centro-Oeste (3,98%) e pelo Sul (3,19%). O Norte e o Sudeste foram os locais que apresentaram as menores altas, de 2,81% e 2,66 respectivamente. 

Marcela Kawauti, economista-chefe do SPC Brasil, diz que o crescimento da quantidade de pessoas negativadas observado de forma generalizada em todas as regiões do país reflete o difícil cenário macroeconômico atual. "A pressão exercida pela aceleração da inflação, o aumento das taxas de juros e a piora dos indicadores econômicos, sobretudo os de renda e emprego, têm impactado na capacidade de pagamento dos brasileiros", justifica a economista.
Em relação à representatividade do número de devedores na comparação com o total da população de cada região, a tendência observada se altera entre as regiões. O Norte, apesar de apresentar o segundo menor número absoluto de inadimplentes, é a região que apresenta a maior parcela de sua população com contas em atraso: 45,2% do total de moradores. Em seguida surgem a região Centro-Oeste, com 40,9% de sua população com contas em atraso e o Nordeste, que tem 38,3% de seus moradores em situação de inadimplência. Em menor escalada estão as regiões Sul (34,7%) e Sudeste (34,4%).

Bancos lideram dívidas na maioria das regiões
Segundo o indicador do SPC Brasil, nos quatro primeiros meses deste ano as dívidas com os bancos, que incluem pendências no cartão de crédito, empréstimos, financiamentos e seguros lideraram o crescimento no número de dívidas em quatro das cinco regiões brasileiras: Sul (10,25%), Nordeste (10,15%), Norte (10,11%) e Sudeste (9,35%). No Brasil como um todo, as dívidas com os bancos representam quase a metade das pendências financeiras: 48,43%, de acordo com o indicador.
Na região Centro-Oeste, o destaque ficou por conta dos atrasos financeiros com serviços básicos, como água e luz (12,19%). As dívidas com o comércio e contas no ramo de comunicação, como telefonia, internet e TV por assinatura, registraram as altas mais expressivas na região norte, com crescimento de 4,84% e 8,01%, respectivamente.

Metodologia
O indicador de inadimplência regional do consumidor sumariza todas as informações disponíveis nas bases de dados do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito). A abrangência é nacional, com informações de capitais e interior de todos os 26 estados da federação, além do Distrito Federal.
Com O Povo

sexta-feira, 22 de maio de 2015

Escola do CE conquista Prêmio Jovem Cientista

As produções inscritas envolveram cerca de 90 alunos
em trabalhos com temas que vão da reutilização da
merenda à agricultura orgânic
Reconhecida pelo forte incentivo à pesquisa e à inovação no Ceará, a Escola Estadual de Educação Profissional Joaquim Nogueira, de Fortaleza, foi uma das grandes vencedoras do 28º Prêmio Jovem Cientista, iniciativa nacional que gratifica as melhores produções científicas do Brasil. Com trabalhos na área de Segurança Alimentar, tema eleito para esta edição do concurso, o colégio, fundado há 58 anos na Capital, conquistou primeiro o lugar na categoria Mérito Institucional, destacando-se pela quantidade de projetos inscritos na competição. Ao todo, concorreram na premiação 32 artigos, abordando assuntos que vão da reutilização da merenda escolar à agricultura orgânica.
Na manhã de ontem, representantes da instituição estiveram em Brasília para o anúncio dos ganhadores. A premiação é realizada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), em parceria com a Fundação Roberto Marinho. Além de Mérito Institucional, são honrados os melhores trabalhos nas categorias Mestre e Doutor, Estudante do Ensino Superior, Estudante do Ensino Médio e Mérito Científico. Neste ano, 1.920 projetos foram inscritos.
Produções
Elizabeth Chagas Gomes, diretora da Escola, afirma que as dezenas de produções envolveram cerca de 90 alunos do ensino médio. Dentre o material, está o estudo sobre reaproveitamento das refeições servidas diariamente na instituição por meio de processos de compostagem. Os alimentos são convertidos em adubo, que é utilizado na horta sustentável mantida pelo colégio.
Outro projeto centrado na segurança alimentar e nutricional e potencializado pela escola é a criação do chamado "Seed Defense", um biofilme protetor planejado para envolver sementes de feijão e milho, protegendo-as contra possíveis patógenos sem interferir em sua germinação.
Segundo Elizabeth, o prêmio é a consolidação dos esforços da direção e do corpo docente da instituição para fomentar a educação científica entre os alunos. Desde 2008, quando passou a seguir o modelo da formação profissional, o colégio tem como um dos pilares o desenvolvimento da Ciência e da Tecnologia. Parte da carga horária dos mais de 500 alunos é dedicada exclusivamente à iniciação científica. Em paralelo, são realizados eventos que incentivam a produção e dão visibilidade aos projetos.
"Todos os anos promovemos uma feira de iniciação científica e cultural. Os estudantes recebem aulas sobre normas técnicas, fazem o esboço do projeto a partir da problemática e, junto com os professores orientadores, conseguem elaborar uma solução", explica a diretora.
Durante a premiação, o presidente do CNPq, Hernan Chaimovich, parabenizou a escola e citou Fortaleza como uma cidade que "vem se destacando na inserção da Ciência desde o ensino fundamental". "A Escola de Educação Profissional Joaquim Nogueira é uma instituição que está formando talentos", disse.
O coordenador pedagógico Pedro Alves, representante da escola na cerimônia, afirmou que a conquista dará visibilidade aos estudantes e funcionará como estímulo para aprimoramento constante.
Fonte: DN

sexta-feira, 15 de maio de 2015

BNB tem novo presidente

Marcos Holanda assume a presidência do BNB prometendo
aproximar mais a instituição do povo.
O economista cearense Marcos Costa Holanda tomou posse, oficialmente, como presidente do Banco do Nordeste (BNB) na tarde desta sexta-feira (15). Em breve discurso, o novo presidente ressaltou a importância do Banco do Nordeste como indutor do desenvolvimento da Região. “O desenvolvimento só acontece, só é verdadeiro quando chega nas famílias, quando chega em quem mais precisa, quando ele aumenta a renda e as oportunidades para as famílias mais carentes, quando ele é capaz de promover as empresas, tornar as empresas mais produtivas e, com isso,  mais capazes de gerar renda e emprego para a Região”, disse.
Participaram da solenidade, ocorrida no Centro Administrativo Presidente Getúlio Vargas, sede do Banco do Nordeste no Bairro Passaré, em Fortaleza, o governador do Ceará, Camilo Santana (PT); o senador Eunício Oliveira (PMDB); o vice-prefeito Gaudêncio Lucena; além de políticos, empresários, investidores e funcionários do BNB. Ariosto Antunes Culau, do Conselho de Administração do BNB, representou o Ministro da Fazenda, Joaquim Levi, na posse de Marcos Holanda.
Marcos Holanda também enfatizou que pretende valorizar os quadros técnicos do banco, colocando-os acima de interesses político-partidários. “O funcionário do Banco do Nordeste é um funcionário íntegro, sempre foi e será. Se não for íntegro, não é funcionário do Banco do Nordeste, é uma pessoa de fora”, ressaltou.  “Nós do Banco do Nordeste estamos dispostos a ter grandes vitórias e para contribuir de forma verdadeira e efetiva no desenvolvimento da região temos que ter bons times. E eu tenho certeza que no Banco do Nordeste, nós temos jogadores, temos craques para formar pelo menos três times campões”, completou.
AusênciasEntre as ausências percebidas na solenidade de posse de Marcos Holanda estavam as dos governadores da Região Nordeste. Com exceção do Ceará, nenhum dos outros oito governadores convidados compareceu ou enviou representante. O líder da bancada do Nordeste na Câmara Federal, Júlio César (PSD-PI), havia articulado com os governadores da Região a permanência do Nélson Antônio de Sousa. Marcos Holanda foi uma indicação do Senador Eunício Oliveira (PMDB).
PerfilMarcos Holanda é economista, formado pela Universidade de Fortaleza (1984), com mestrado em Economia pela Fundação Getúlio Vargas-RJ (1987) e doutorado em Economia pela Universidade de Illinois (1993). Foi fundador e primeiro diretor-geral do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece).

"Ou aconteceu uma grande enganação na eleição, ou esse governador destruiu a saúde do Ceará" Senador Eunicio Oliveira .

video
Após a solenidade de posse do novo presidente do BNB, Marcos Holanda, conversei com o senado Eunício Oliveira (PMDB-CE), que foi o responsável pela indicação dele para a presidência do BNB. 
Ele falou da indicação de Holanda mas, também falou da saúde pública do Ceará e sucessão municipal.
Ouça o áudio da entrevista:


domingo, 10 de maio de 2015

Sobram vagas de emprego no CE, algumas de difícil colocação

Sine/IDT identifica algumas atividades com maior grau de
dificuldade para preenchimento: Cabelereiro, maitre e marceneiro.
Contrariando as perspectivas negativas traçadas para 2015, apesar da redução no ritmo de crescimento da economia, o mercado de trabalho no Ceará continua aquecido. Além de existirem oportunidades de emprego disponíveis em várias regiões do Estado, são muitas as iniciativas de qualificação da mão de obra local, inclusive com cursos gratuitos, para facilitar a inserção da população nessas ocupações.
Dados do Sistema Sine/IDT apontam que nos últimos meses o saldo de empregos formais, que corresponde a diferença entre demissões e admissões no Estado, vem melhorando, indicando que mercado de trabalho começa a reagir, em detrimento do cenário econômico atual. Paralelamente, o setor produtivo vem gerando vagas - alguma delas de difícil colocação, seja pela necessidade de qualificação ou mesmo por não despertarem o interesse dos trabalhadores.
Profissionais procurados
Dentre os postos com mais dificuldade de preenchimento nas unidades do Sine/IDT, distribuídas por seis regionais atendidas pelo órgão no Estado (Fortaleza, Metropolitana, Norte, Leste, Sertão Central e Sul), estão empregos de cabeleireiro, maître, marceneiro, serralheiro, supervisor de produção, técnico de enfermagem, tosador de animais, ajudante de carga e descarga, motoboy com moto, soldador, supervisor de manutenção industrial, técnico de enfermagem do trabalho, técnico em edificações - estes concentrados, principalmente, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).
Na Regional Sertão-Central, que compreende uma extensa área com 39 municípios, dentre eles Canindé, Quixadá, Quixeramobim, Tauá e Crateús, sobram vagas de carpinteiro, chefe de cozinha, cozinheiro, ferreiro, operadores de equipamentos pesados, pedreiro e recepcionista de motel.
Já nos 40 municípios da Regional Sul, que inclui as cidades do Crato, Barbalha, Juazeiro do Norte e Iguatu, o maior desafio é captar profissionais para atuarem nas funções de cuidador de idoso, mecânico de máquina industrial, operador de empilhadeira, operador de injetora, pedreiro, servente de obras, carpinteiro e eletricista predial, técnico de edificações e técnico de enfermagem.
Respectivamente com 44 e 22 municípios, as regionais Norte e Leste do Estado enfrentam dificuldades para contratar profissionais como mecânico de ar-condicionado, técnico em manutenção de equipamentos em informática, técnico em manutenção de equipamentos industriais, chefe de manutenção mecânica de sistemas operacionais, cortador de tecido, instrumentista de precisão, mecânico de caminhão, mecânico de máquina de costura, mecânico de motos, representante comercial autônomo, além de funções recorrentes noutras regionais como cabeleireiro, cozinheiro de restaurante, operador de empilhadeira e também de soldador.
Segundo afirma o presidente do Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT), Antônio Gilvan Mendes de Oliveira, em alguns casos de oferta de emprego, a dificuldade resulta de uma seletividade maior por parte dos trabalhadores. Noutros, se deve a falta de qualificação desejada pelas empresas.
"Atividades como motorista de ônibus, trocador, frentista, mototaxista, camareira e recepcionista de motel, ajudante de carga e descarga são consideradas inseguras ou pesadas. E muitas pessoas, especialmente os jovens, não estão se submetendo mais a esses tipos de funções", explica o presidente.
Em contrapartida, vagas de cozinheiro, chefe de cozinha, técnico em enfermagem do trabalho, cabeleireiro, técnico em edificações, cuidador de idosos, soldador, eletricista e mecânico são de difícil colocação por diferente motivo, segundo ele, "são postos que exigem qualificação técnica e para as quais faltam profissionais em todas as regiões do Estado. Por isso a gente sempre procura divulgar o máximo essas dificuldades, com a intenção de que instituições que trabalham com qualificação façam o planejamento da oferta de cursos com base nas demandas do mercado".
Iniciativa
Conforme o presidente do IDT, uma iniciativa para viabilizar a inserção e a melhorar empregabilidade dos trabalhadores que passam pelo órgão são as oficinas de orientação para o trabalho realizadas nas unidades do órgão espalhadas pelo Estado.
"Nossa intenção é mostrar a realidade do mercado de trabalho local nessas oficinas. Elas são voltadas para jovens que buscam o primeiro emprego, mas também para aqueles que não conseguem se empregar. Basta se dirigir a uma de nossas unidades e se inscrever com a recepcionista. Ela incluirá o nome do trabalhador na lista e avisará quando for marcada a data da oficina. Ter empregabilidade não é conseguir um emprego, mas se manter nele", observa.
Ângela Cavalcante
Repórter (DN)

Indústria vai à Justiça para reduzir conta de energia

Abrace, representa 46 grandes empresas e argumenta que não há base legal para a
cobrança da forma que está sendo feita pela  Aneel.
A escalada dos encargos cobrados na conta de luz foi parar na Justiça e poderá custar alguns bilhões ao governo federal. A Associação Brasileira de Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres (Abrace), que representa grupos como Alcoa, Gerdau, Braskem, Vale e Votorantim, acaba de protocolar uma ação na Justiça contra a cobrança da Contribuição de Desenvolvimento Energético (CDE), que neste ano vai recolher R$ 18,9 bilhões da sociedade brasileira.
O argumento da Abrace, que tem 46 grandes empresas como associadas, é que não há base legal para a cobrança do encargo da forma como está sendo feita pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A MP 579, que reduziu a conta de luz em média em 20%, reuniu uma série de custos de políticas públicas (subsídios) na CDE para ser paga pelo Tesouro Nacional. Em 2013 e 2014, o governo aportou R$ 21,6 bilhões para pagar todas as despesas embutidas na conta. Agora, com o ajuste fiscal do Ministério da Fazenda e o chamado realismo tarifário, o governo desistiu de bancar os custos e jogou para a sociedade arcar com a conta.
"O problema é que ficou pesado demais para a indústria. Em alguns casos, os valores a serem pagos representam 200% do resultado operacional da empresa em 2014 ou toda a folha de pagamento da companhia", afirmou o presidente da Abrace, Paulo Pedrosa. Ele conta que desde março vem fazendo uma peregrinação nos gabinetes de ministros para tentar reverter a situação. "Mas, apesar de demonstrarem solidariedade e entenderem o quadro crítico da indústria, não houve solução. Por isso, recorremos à Justiça."
Desde 2013, a CDE virou uma "superconta" que banca de tudo. O caixa da contribuição paga subsídios para o Baixa Renda, custos de combustível de térmicas da Região Norte, universalização dos serviços de energia, compra de carvão mineral e indenização de concessões vencidas, entre outras coisas. Antes de 2013, os consumidores pagavam entre R$ 25 e R$ 30 por megawatt hora (MWh) de CDE. Com a MP 579, esses valores caíram para R$ 4,80 o MWh, afirma o presidente da comercializadora Comerc, Cristopher Vlavianos.
Mas a alegria durou pouco. O cálculo para este ano é que o valor salte para R$ 52,80 o MWh - ou seja, aumento de 1.000%, segundo dados da Comerc. No Norte, o avanço será de R$ 1,06 para R$ 11,66 o Mwh.
Fonte: Jornal O Estado de S.Paulo

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Nordeste tem 15 milhões de pessoas registradas em serviços de proteção ao crédito

Nordeste ocupa a vice-liderança entre as regiões mais individuadas do País.
Dados do SPC Brasil aponta a região sudeste como líder no rank dos endividados
A região nordeste tem o segundo maior número de consumidores inadimplentes registrados em serviços de proteção ao crédito, são 15 milhões de pessoas. O primeiro lugar fica com a região Sudeste são 22,6 milhões de pessoas, em números absolutos. O Sul, com 7,5 milhões, ocupa a terceira posição. As regiões Norte e Centro-Oeste aparecem na sequência com números similares: 5 milhões e 4,5 milhões, respectivamente. Os dados são do Indicador Regional de Inadimplência do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) do mês de março.No total, o número de consumidores com dívidas em atraso em todo o Brasil cresceu 3,76% em março de 2015, na comparação com o mesmo mês de 2014. Na análise regional, destacam-se o Centro-Oeste e o Nordeste, com as maiores altas do número de devedores (+4,09% e +4,01%, respectivamente). O Sul registrou o menor crescimento do indicador entre as regiões (+2,41%).Segundo a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, esse crescimento da quantidade de pessoas negativadas em todo o país reflete o difícil cenário macroeconômico visto nos últimos meses, com piora dos índices de emprego e confiança. "Apesar disso, as taxas de crescimento da inadimplência têm sido discretas quando comparadas com a série histórica, mostrando perda de fôlego dos índices anuais na maioria das regiões e no Brasil como um todo", diz."Isso é reflexo da redução da base de crédito disponível na economia, com os bancos comerciais concedendo cada vez menos crédito aos consumidores e com a queda do apetite para compras de bens ligados a financiamento, como materiais de construção e automóveis", explica Kawauti.

Prazo para novos contratos acaba na quinta, dia 30

O prazo para novos alunos contratar o Fies se encerra nesta
quinta-feira,30. Expectativa do MEC é de 250 ml novos contratos 
Os estudantes que desejam contratar o Financiamento Estudantil (Fies) para o primeiro semestre deste ano tem até quinta-feira, 30, para acessar o Sistema Informatizado do Fies (Sisfies) e realizar a inscrição.  Apesar dos problemas apresentados pelo Sisfies na inscrição dos estudantes o prazo inicial para novos contratos foi mantido, apenas as renovações de contratos ativos tiveram  o prazo estentido para o dia 29 de maio. Mesmo com o sistema ativo para receber novas inscrições, não é garantido que todos os interessados no Fies consigam o benefício. Por questões orçamentárias o Governo Federal vem limitando o número de novos financiamentos. Em 2015, a estimativa do Ministério da Educação (MEC) é de 250 mil novos contratos. Com isso, serão 480 mil novos contratos a menos em relação a 2014.Segundo o Ministério da Educação (MEC), os novos contratos têm sido priorizados para cursos mais bem avaliados e em regiões menos atendidas.

domingo, 26 de abril de 2015

Ônibus adaptado para Mediação Itinerante será entregue em solenidade

O Ônibus de Mediação Itinerante visa levar aos bairros da periferia
e da região metropolitana de Fortaleza,  além das cidades
do interior do Estado do Ceará
Nesta segunda-feira (27/04) o Sindiônibus fará uma solenidade, em sua sede, às 10:30h, para a entrega oficial ao Ministério Público de um ônibus adaptável, que dará início ao Projeto de Mediação Itinerante.O projeto, que tem como objetivo expandir a mediação de conflitos em bairros da periferia de Fortaleza e Região Metropolitana, é uma parceria do Sindiônibus (Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará), Sinterônibus (Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Intermunicipal e Interestadual do Ceará) e Ministério Público do Estado do Ceará, por meio da Procuradoria Geral de Justiça do Ceará.O Ônibus de Mediação Itinerante visa levar aos bairros da periferia e da região metropolitana de Fortaleza, além das cidades do interior do Estado do Ceará, cuja população é constituída basicamente de pessoas com baixa renda, serviços de atendimento ao público, orientação na área jurídica e social, encaminhamentos, e tudo o mais que possa contribuir na elevação da melhoria da qualidade de vida desses cidadãos, disseminado a cultura de mediação de conflitos como via facilitadora da democratização do acesso à justiça por parte dessa parcela marginalizada da população brasileira.O veículo doado pelo Sindiônibus e Sinterônibus foi totalmente adaptado, contendo duas salas de atendimento, com mesas cadeiras, armários, além de uma recepção externa com cobertura móvel. Ele ficará exposto durante o evento.Na ocasião, estarão presentes autoridades municipais, promotores e procuradores de justiça, coordenadores dos Núcleos de Mediação, além de empresários das empresas associadas ao Sindiônibus e Sinterônibus.

Serviço
Solenidade de Entrega do Ônibus de Mediação Itinerante
Dia: 27/04 - segunda-feira
Horário: 10:30h
Local: Sindiônibus – Av. Borges de Melo, 60, Aerolândia.

Fonte: Assessoria de Comunicação Sindionibus

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Obras do aeroporto de Fortaleza são licitadas hoje

Obras do Aeroporto Internacional Pinto Martins em Fortaleza
deverão ser retomadas em 51 meses.
Após uma série de adiamentos, a licitação para a retomada das obras do Aeroporto Internacional Pinto Martins será lançada às 9h de hoje. Inicialmente prevista para março último, a apresentação das propostas das empresas interessadas foi adiada para o dia 6 de abril, sendo em seguida postergada para hoje.
Segundo a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), o adiamento deveu-se à solicitação das empresas por um período mais longo para apresentar as propostas.
Previsão
A ampliação do equipamento está prevista para ser finalizada em 2020. Após a abertura das propostas financeiras das empresas, serão precisos outros documentos que comprovem a capacidade da vencedora da licitação de executar o serviço. A intervenção deve ser feita em 1.530 dias, ou 51 meses.
A nova licitação para a ampliação do equipamento foi lançada após nenhuma das construtoras convocadas aceitar concluir, pelo preço antes licitado, R$ 336 milhões, as obras inacabadas pelo consórcio construtor CPM Novo Fortaleza. Após a rescisão do contrato com o consórcio, por abandono da obra, a estatal busca na Justiça Federal receber R$ 33,6 milhões, referentes a 10% de multa rescisória, calculado sobre o valor do contrato original.
Segundo a Infraero, foram pagos ao consórcio R$ 79 milhões - valor correspondente às obras realizadas, restando a receber apenas o valor correspondente a uma multa de 10%. O aeroporto conta hoje com apenas com 15,6% da estrutura concluída.
com DN

segunda-feira, 6 de abril de 2015

Prefeito Roberto Claudio confirma estudo para reformas nos Terminais de ônibus de Fortaleza

Prefeito de Fortaleza Roberto Claudio, no estúdio da Rádio Expresso
Somzoom Sat, foi entrevistado por Kézya Diniz e Enivaldo Barbosa,
no programa Expresso em Pauta (12 as 13h)
Em entrevista no Programa Expresso em Pauta hoje, 06/04, aos apresentadores Kézya Diniz e Enivaldo Barbosa, o prefeito de Fortaleza Roberto Claudio revelou planos de requalificação para todos os terminais de ônibus urbanos da capital cearense; "Esses terminais, que foram construídos ainda na gestão do prefeito Juracy Magalhães, nunca tiveram uma reforma desde sua entrega, mesmo com o crescimento da cidade o do número de passageiros". RC lembrou ainda que os usuários utilizam esses serviços mas, reclamam das condições atuais dos aparelhos e que "estão em péssimas condições e Eles merecem o melhor". O prefeito acrescentou ainda que embora tenha sido detectada essa carência nos terminais, isso só será feito após um amplo debate ouvindo todas as partes e descartou todas as possibilidades de haver alguma modificação que não leve em conta o bem estar dos usuários; "não faremos nada, que possa vir a acarretar custos aos usuários" pontuou o prefeito.
Durante a entrevista, Roberto Claudio também fez referências as dificuldades circunstancias de entregar algumas obras,como a nova avenida Beira Mar, que foi iniciada na gestão da então prefeita Luizianne Lins (PT) pela construtora Camargo Correia, agora investigada pela operação Lava Jato. "Mesmo com as dificuldades, faremos a entrega do primeiro trecho que é o mercado dos peixes até julho próximo", disse ele.
Indagado sobre o sucesso do "Bicicletar", ele disse que também está surpreso com o sucesso na adesão pela população e que vai ampliar o programa para outros bairros e priorizar novas estações próximas a terminais de ônibus para fazer melhor integração.
Falando ainda sobre mobilidade urbana, o prefeito Roberto Claudio disse ser prioridade de sua gestão, deixar Fortaleza com o maior corredor exclusivo para ônibus entre todas as cidades brasileira.
Indagado se seria possível cumprir em apenas 4 anos, ele disse; "espero que sim. embora reconheço ser difícil, dada a complexidade da máquina pública mas, tenho ainda um bom tempo e não quero antecipar discussões futuras", finalizou o gestor municipal.

domingo, 5 de abril de 2015

Prefeito tem estratégia definida para a disputa

Roberto Cláudio  em visitas a obras no bairro de Antônio Bezerra,
é acompanhado pelo governador Camilo Santana e outros possíveis
apoiadores de sua candidatura à reeleição em outubro do próximo ano

Foto: Bruno Gomes
Os compromissos já firmados com aproximadamente uma dezena de partidos que lhes garantem um tempo razoável de rádio e televisão, no Horário Eleitoral Gratuito, e um plano de obras e serviços capaz de justificar as críticas por eventuais compromissos de campanha não cumpridos de todo, independentemente do total de recursos federais prometidos e não liberados, o prefeito, silenciosamente, estrutura sua campanha, admitindo, inclusive, enfrentar, juntos ou separados, o PMDB, principal aliado de 2012, e o PT, o mais importante adversário daquele ano.
Roberto Cláudio evita tratar especificamente da disputa eleitoral do próximo ano. Ele se esquiva com o argumento de estar totalmente focado na administração, muito especialmente agora em razão das dificuldades orçamentárias e financeiras da União, sua principal parceira em várias das obras tocadas pela gestão municipal, com destaques para aquelas ligadas à saúde, à moradia, e as de mobilidade urbana, percalços que impuseram um reordenamento de prioridades e de buscas de outras fontes de financiamentos.
Governador
No seu dizer, discutir candidatura de 2016, neste momento, é contraproducente. Mas ele não tem se descurado, com a devida parcimônia, de tratar da questão com quem tem o poder de decisão nos partidos e nos diversos bairros da Capital, por onde tem andado, muito frequentemente, com vereadores e outras lideranças, inclusive algumas que ajudaram a dar boa votação a Eunício na disputa pelo Governo do Estado, no ano passado. As visitas, voltadas para a administração, terminam, também, objetivando 2016.
O governador Camilo Santana, com ou sem o PT, será apoiador de Roberto Cláudio. Mesmo eleitoralmente tendo pouco a oferecer à empreitada do prefeito, as parcerias em projetos para serem executados, já a partir da segunda metade deste ano, nos diversos pontos da Capital, fortalecerão o discurso da campanha, de eficiência e realizações, permitindo fazer comparações dos quatro anos desta gestão com os oito do Governo municipal anterior. O governador terá uma participação explícita na campanha defendendo a reeleição do atual prefeito.
Se ela será mais ou menos agressiva vai depender da posição do PT municipal à época do pleito. Camilo, ao seu estilo, tem feito gestões no sentido de neutralizar as forças do partido, em Fortaleza, que insistem na candidatura própria. Será difícil lograr êxito nesse objetivo. Luizianne admite ser candidata.
Mas, com certeza, o PT da Capital entrará fragilizado na disputa, ou essa parte dele, considerada refratária, como se deu no pleito passado para o Governo do Estado, apoiará informalmente o adversário do prefeito, resultando que, o seu maior patrimônio de hoje, o tempo para a propaganda eleitoral, ficaria sem utilidade.
Fora as investidas de Roberto Cláudio, atualmente não se conhece qualquer outro trabalho consistente com vistas às disputas do próximo ano. O grupo que se aliou em torno da candidatura de Eunício Oliveira ao Governo do Estado, no ano passado, incluindo parcela do PT da Capital, até que ensaiou um movimento pensando 2016, mas não avançou. A heterogeneidade de ideias e vaidades afastaram os líderes, embora no discurso tentem mostrar o contrário. Eles até poderão voltar a se aglutinarem, assim favoreçam as conveniências na ocasião, dentre as quais a inviabilidade de algumas candidaturas, como as do PR e PT.
Reestruturação
Luiz Pontes, presidente estadual do PSDB, está motivado pelo senador Tasso Jereissati a avançar na reestruturação do partido no Ceará, de modo a participar das eleições municipais em vários municípios, inclusive em Fortaleza, onde, historicamente, a agremiação nunca teve uma forte representação. Os tucanos cearenses não têm qualquer acordo com o grupo de partidos a que se aliou no pleito passado. "Aquilo é página virada", diz Pontes.
Pela programação dos tucanos, a partir de agora alguns eventos serão programados para diversos municípios cearenses, sempre com a presença do senador Tasso, a princípio, com o propósito de inaugurar os 120 diretórios já estruturados por velhos e novos aliados, e posteriormente para cuidar das eleições municipais. A direção estadual da agremiação quer apresentar o maior número possível de candidatos a prefeitos e vereadores, preferencialmente nomes jovens com determinação de contribuir para oxigenar a política cearense.
O sentimento dominante no espaço tucano é que a falta de lideranças com pensar novo, com o sentimento de mudanças no modo do fazer política de hoje, detestável por um expressivo segmento social, reclama do PSDB esse investimento nos seus quadros, ensejando, inclusive, a que outras agremiações se renovem e afastem os não comprometidos com as boas práticas reclamadas a todos que se propõem estar na vida pública.
Edison Silva (Editor de Política - DN)

Polícias rodoviárias registram lentidão na BR-116 e CE-040 durante a volta do feriado

As Polícias Rodoviárias Federal (PRF) e Estadual (PRE) registraram, no final da tarde e início da noite deste domingo (5), pontos de lentidão nas BRs 116, 020 e na CE-040, durante a volta do feriadão de Semana Santa. O trecho compreendido entre os kms 53 e 64 da BR-116 foi posto em sentido único (Interior-Capital) para diminuir o congestionamento. Antes da ação a PRF chegou a registrar 52 km de congestionamento na rodovia. Agentes da PRF estão na região para prestar auxílio aos motoristas que trafegam pela região.
De acordo com a PRF, por volta das 17h o fluxo estava bastante lento na BR-116 no sentido Interior-Capital entre os kms 58 e 53, em Pacajus; e entre os kms 80 e 60, emChorozinho. Na BR-020 também registrou fluxo bastante intenso, porém fluindo, no sentido Interior-Capital.
Já na CE-040, um acidente entre três veículos próximo a entrada do município de Eusébiocomplicou o trânsito para quem estava voltando do Litoral-Leste para Fortaleza. Uma equipe foi enviada ao local para auxiliar na operação. A PRE registrou congestionamentos até a entrada daPraia do Iguape. Ninguém ficou ferido.
Dados parciais apontam queda no número de acidentesDados parciais nas rodoviais estaduais no feriado da Semana Santa apontam para queda nos índices de acidentes, mortos e feridos. Diminuiu para 43% o índice de mortes em relação aos dois primeiros dias do feriado em 2014, saindo de 7 para 4 vítimas fatais.

Iguatemi Fortaleza inaugura sua nova expansão

De acordo com a diretoria, cerca de 60% das 180 lojas já estavam
em funcionamento e o restante deve ser inaugurado em maio.
O Shopping Iguatemi realizou neste dia 02/04, sua sexta expansão. Desta vez, mais 180 lojas faram adicionadas ao complexo e investimento de R$ 360 milhões. Com o novo espaço, o Iguatemi Fortaleza passou de 300 para 480 lojas e quiosques, entre elas 14 lojas âncoras. De acordo com o grupo JCC, que também controla os shoppings Bosque dos Ipês, em Campo Grande, e Bosque Grão Pará - com previsão para inauguração no segundo semestre de 2015 - em Belém, foram gerados, pelo menos, 3.500 empregos diretos.
A estimitativa é que o fluxo médio de clientes por dia passe de 60 mil para 85 mil. A expansão conta com  três novos pavimentos com mais 31 mil metros quadrados de Área Bruta Locável. Haverá uma terceira praça de alimentação com 28 operações, espaço gourmet com cinco restaurantes e um segundo edifício garagem com sete pavimentos e mais 2.500 vagas cobertas para carros, motos e bicicletas. O terceiro piso será exclusivo para a academia Bodytech.

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Iguatemi adia novamente entrega da expansão; agora 2 de abril

A inauguração da expansão do shopping Iguatemi Fortaleza, foi adiada mais uma vez. A
A justificativa para o primeiro adiamento, foi complexidade da obra, fato que frustrou os planos de natal dos lojistas que locaram espaços na expansão. Desta vez porém, foi feita a opção por inaugurar na data de aniversário em 2 de abril. 

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Mudanças no Seguro Desemprego foram planejadas antes da eleição

Novas regras do seguro desemprego tornam
mais rígidos o recebimento do benefício
As mudanças na concessão de benefícios trabalhistas, como o Seguro Desemprego, já davam o que falar antes de terem sido anunciadas. Ainda durante a campanha eleitoral para presidência da república, a defesa dos direitos trabalhistas era bandeira da campanha para reeleição de Dilma Rousseff, que chegou a citar que não mexeria nos direitos dos trabalhadores "nem que a vaca tussa". Já no mês de dezembro, logo após as eleições, o ministro da casa civil, Aloizio Mercadante, anunciou as medidas que alteram regras do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) e da Previdência Social, aumentando o rigor para a concessão do abono salarial, do seguro-desemprego, do seguro-defeso dos pescadores artesanais, a pensão por morte e o auxílio-doença. O objetivo, segundo ele, economizar R$ 18 bilhões ao ano a partir de 2015. Segundo o jornal Folha de São Paulo, um integrante do governo teria afirmado que as novas regras foram definidas em 2014, antes mesmo das eleições. "Em agosto, o governo reduziu em R$ 8,8 bilhões a previsão do gasto com o abono salarial para este ano. A revisão consta do PLOA (Projeto de Lei Orçamentária Anual) de 2015, enviado naquele mês pelo Planalto ao Congresso", cita o jornal. De acordo com a publicação, o integrante disse que os cálculos para a redução dos gastos foi feita com base nas regras que foram anunciadas após o resultado das eleições. De acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego, as alterações devem diminuir o acesso ao benefício em 26,58% dos trabalhadores, levando em conta a base de dados do benefício em 2014.No ano passado, 8.553.733 trabalhadores requereram o Seguro Desemprego com base nas regras antigas. Se as novas regras fossem aplicadas neste mesmo universo de pessoas, o que se configura um cenário real de requisição do benefício, já que nem todos os trabalhadores que se desligam dos empregos recorrem ao Seguro, 2.273.607, ou seja, 26,58% das pessoas não receberiam o benefício. 

Energia alternativa terá verba

Parques de Usina Eólica tem a preferencia no investimento por parte do
governo federal neste momento de crise energética no Brasil
Em tempos de restrição de recursos a diversos setores, o BNDES diz que não faltará dinheiro para financiar projetos de energia alternativas, como eólica e solar, e que manterá, ao menos, o mesmo nível de financiamento de 2014.
A decisão ocorre ao mesmo tempo em que o país vive uma crise do setor elétrico, com o baixo nível dos reservatórios das hidrelétricas.
No ano passado, foram aprovados R$ 6,6 bilhões para projetos de geração eólica - 81% mais do que em 2013 (R$ 3,6 bilhões). O objetivo é repetir o número neste ano.
"Não vão faltar recursos para empreendimentos de energias alternativas, apesar das mudanças das políticas operacionais do banco", disse Ana Raquel Paiva, chefe do Departamento de Energias Alternativas do BNDES.
A regra vale para investimentos em energia solar, biomassa (a maioria dos projetos usa bagaço de cana-de-açúcar) e eólica.
Os empréstimos, porém, vão ficar mais caros, assim como as demais linhas de crédito do banco, com as mudanças das políticas de financiamentos.
Nos projetos que forem incluídos nos próximos leilões de energia do governo, o custo subirá para TJLP (Taxa de Juro de Longo Prazo, usada apenas pelo BNDES) - que passou de 5% para 5,5% ao ano -, mais 1,2% ao ano. A esses percentuais soma-se ainda uma taxa de risco de crédito, que varia de acordo com cada cliente. Para os empreendimentos já leiloados, valem as condições antigas: TJLP de 5%, acrescida de 0,9% de remuneração do BNDES e taxa de risco. As condições foram mantidas mesmo para os contratos que não foram assinados - inclusive os do primeiro leilão de energia solar, de 2014.
Equipamento desligado
Apontado pelo ministro Eduardo Braga (Minas e Energia) como um dos principais motivos para o apagão da última segunda-feira (19) - que deixou áreas de 11 Estados e o Distrito Federal às escuras -, o banco de capacitores da linha Norte e Sul, administrada por Furnas, está em manutenção há mais de um mês.
O equipamento foi citado pelo ministro como um dos motivos que poderiam ter colaborado para a variação na frequência, que desencadeou em desligamentos automáticos e orientados de usinas e distribuidoras pelo país, inclusive da usina nuclear Angra 1. O banco de capacitores em questão fica em uma subestação localizada em Gurupi, no Tocantins.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

CR7 é o melhor de 2014 e manda recado pro Messi

O craque português Cristiano Ronaldo conquistou pela terceira vez a Bola de Ouro da Fifa, superando  o argentino Lionel Messi e o goleiro alemão Manuel Neuer. O atacante do Real Madrid mostrou toda a sua alegria com a conquista ao dar um grito durante a premiação. A comemoração inusitada caiu nas redes sociais tornando-se um grande candidato a meme do ano. Click no link e veja o vídeo!
CR7 é o melhor jogador de futebol de 2014

Mercedes convoca recall de GLK e Sprinter por problema que pode causar incêndio

Proprietários do utilitário da Mercedes modelo GLK 220 CDI
2014, devem procurar a revendedora para fazer recal.
A Mercedes-Benz anunciou nesta segunda-feira, 12, um recall do Sprinter e dos utilitários esportivos GLK.
Em nota, a montadora afirma que detectou um defeito na arruela de vedação de um tensionador hidráulico, que pode ocasionar vazamento de óleo, que em caso de contato com as partes quentes do motor, pode gerar princípios de incêndio. A solução é a troca da arruela de vedação. 
Estão envolvidos na convocação Sprinter Chassi e Furgão 311 CDI, 415 CDI e 515 CDI, e Sprinter Van de Passageiros 415 CDI e 515 CDI, fabricados entre junho de 2014 e novembro de 2014  (chassis de 8AC906633EE093682 a 8AC9066655E106099).
á no caso do esportivo GLK, foi incluído no chamado o modelo 220 CDI, produzido de março a julho de 2014, com chassis não sequenciais de WDCGG8EWXEG317248 a WDCGG8EW3FG363800.
Proprietários dos modelos citados podem obter mais informações do recall pelo telefone 0800 970 9090 e pelo site oficial da Mercedes.  
com O Povo