Pesquisar este blog

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Esmaltec e Biomátika participam do programa UniEmpre

Inovação aberta é um programa da UniEmpre e mostrará as
ideias das industrias cearense Esmaltec e Biomátika
O Projeto de Inovação Aberta, uma das ações do Programa Universidade-Empresa (UniEmpre), está promovendo a divulgação da chamada para Inovação Aberta de duas grandes indústrias cearenses. O  lançamento oficial dos concursos de ideias da Esmaltec e Biomátika foi realizado durante o Inova Ceará 2013. O prazo para inscrição está aberto até o próximo dia 31 de dezembro. A divulgação é resultado da articulação do Programa UniEmpre, desenvolvido pela Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), por meio do Instituto de Desenvolvimento Industrial do Ceará (INDI).Cada empresa está divulgando o seu concurso por meio de um site específico, no qual constam todas as explicações sobre o prêmio, tais como que tipo de ideia a empresa busca, quem pode participar, o que ela oferecerá como premiação, etc. A Esmaltec divulga no www.esmaltec.com.br. Ao acessar, o interessado clica na barra superior em Inovação Aberta. Já a Biomátika no endereço eletrônico www.premiobiomatika.com.br.         Toda a sociedade pode participar. O interessado que quiser enviar uma ideia fará uma pré-inscrição no site e receberá uma senha, pessoal e intransferível. Uma vez cadastrado, poderá ter acesso ao Formulário de Apresentação de Ideias, preencher e enviar à Comissão Organizadora do Prêmio. Cada pessoa poderá inscrever quantas ideias desejar. A inscrição será feita sempre por uma pessoa física que pode estar agindo em seu próprio nome, em nome de uma equipe ou ainda representando uma empresa/instituição.        Encerradas as inscrições, as empresas iniciarão um processo de avaliação e será divulgado o nome dos participantes que passaram à segunda fase de apresentação. Nesta fase, os candidatos receberão novos formulários para detalhar suas ideias e deverão mostrar capacidade de implementação em equilíbrio com o custo e geração de resultados (viabilidade). Depois, será feita nova avaliação e deverão ser selecionadas as melhores ideias. Os vencedores apresentarão suas propostas e serão premiados no evento de encerramento.           Empresas participantes         Esmaltec é líder nacional no mercado de fogões e produz também a chamada "linha branca" de eletrodomésticos. A Biomátika é uma indústria de produtos cosméticos que utiliza matéria-prima extraída da natureza para fabricar itens voltados à beleza, higiene e cuidados pessoais.           Projeto Inovação Aberta          Tradicionalmente, a inovação ocorria dentro das fronteiras das organizações. Com o passar do tempo, percebeu-se que significativos fluxos de ideias promissoras, recursos tecnológicos e capital humano altamente qualificado poderiam adentrar nas empresas, a partir de ligações com universidades, institutos de pesquisa, fornecedores, concorrentes, clientes e outros stakeholders. O grau de inovação das indústrias pode ser elevado mais rapidamente por meio da combinação de recursos internos e externos. Este é o benefício mais expressivo da adoção da inovação aberta.          Alinhado a tal perspectiva, o Projeto Inovação Aberta tem o objetivo de estimular empresas a elevar o nível de competitividade por meio de chamada aberta para pequenas empresas e startups para colaboração em inovação em todos os campos de atividade da empresa (produtos, processos, organização, comercialização, financiamento).         O projeto se inicia com a identificação de setores com demandas por inovação, especialmente nos setores eletrometal-mecânico e químico, que já vêm sendo trabalhados pelo Projeto UniEmpre. Em seguida, são realizadas visitas individualizadas às empresas para apresentação do projeto com posterior adesão ou não.

1º Torneio Metropolitano Paraolímpico de Tênis de Mesa

O Centro Paradesportivo Edvaldo Prado realiza na próxima sexta-feira, 29, o 1º Torneio Metropolitano Paraolímpico de Tênis de Mesa. O evento acontece das 8 às 11 horas, com a participação dos 40 melhores mesatenistas do Estado do Ceará, além de paratletas de nível nacional e internacional. Com destaque, para o atual campeão Brasileiro e Panamericano, David Brasilino, a campeã Brasileira em 2013, Maria Lúcia, George Anderson, campeão Juvenil Pan Americano, e Airton Fontenele, vice-campeão Brasileiro em 2012. Saiba mais - O Centro Paradesportivo Edvaldo Prado tem como finalidade oportunizar aos deficientes a prática de esportes nas modalidades de natação, tênis de mesa e vôlei sentado. Os beneficiados poderão contar com transporte da escola para o projeto, com as estruturas físicas de piscina e banheiros adaptados, além de toda área com acessibilidade. O Centro fica localizado na Rua 42, n° 459 – Jereissati I – Maracanaú (próximo ao Mercado Público). Mais informações pelo telefone 8630.1728.

FIEC e Unifor lançam curso de MBA em Empreendedorismo e Inovação

Parceria entre FIEC e Unifor qualificará empreendedores
A Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) e a Universidade de Fortaleza (Unifor) lançam, em parceria, o curso de MBA em Empreendedorismo e Inovação na próxima segunda-feira, 2 de dezembro, às 18h30, durante a reunião da diretoria plena da FIEC, no auditório Luiz Esteves Neto, 5º andar da Casa da Indústria. A vice-reitora de Pesquisa e Pós-graduação da Unifor, Lília Sales, e o coordenador do Curso de MBA em Empreendedorismo e Inovação, Ricardo Colares, farão a apresentação do curso ao lado do presidente da FIEC, Roberto Proença de Macêdo, do diretor corporativo do INDI, Carlos Matos, e demais membros da diretoria.As inscrições do MBA estarão abertas até o dia 23 de janeiro de 2014. As aulas terão início no dia 31 de janeiro, com conclusão em dezembro de 2014. Serão oferecidas 30 vagas e são limitadas. A inscrição poderá ser feita no site da Unifor, acessando www.unifor.br. Após preencher a ficha de inscrição, o candidato deve encaminhar a documentação para secretaria da Vice-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. A seleção se dará por meio de análise curricular e entrevista. O MBA é uma articulação do Programa Universidade-Empresa (Uniempre) da FIEC, que busca a aproximação do setor produtivo com a academia. O curso é destinado a empresários, empreendedores e agentes de inovação, pesquisadores, profissionais de entidades públicas e privadas no fomento ao empreendedorismo e à inovação e profissionais que atuam no desenvolvimento de novos produtos, serviços ou processos, incubadoras, parques tecnológicos, planejamento estratégico, marketing e novos negócios.         O MBA terá uma carga horária de 475 horas e duração de 13 meses, com término previsto para dezembro de 2014. A periodicidade será semanal, às quartas-feiras e sextas-feiras,  e mensal, aos sábados. Terá 13 módulos, sendo um deles internacional, com o diferencial da viagem de intercâmbio a Israel. A turma passará uma semana em Israel visitando as empresas e centros tecnológicos das universidades.         O curso abordará temas como processos de inovação, gestão de propriedade intelectual, transferência e comercialização de tecnologia e criação de desenvolvimento de negócios inovadores. Após a conclusão dos módulos de disciplinas, será oferecido um acompanhamento por um período de seis meses para a implantação do projeto de conclusão do curso.Carlos Matos, explica que toda a grade do curso foi pensada e construída por meio de parceria entre o INDI, a Unifor e os consultores da Universidade de Ben-Gurion, de Israel. “É um esforço estratégico para formar novos quadros mais preparados para a inovação.”

70 corredores expressos de ônibus para Fortaleza

Os novos corredores de ônibus em fortaleza atendem ao PAC2
Priorizar o transporte público e coletivo é um dos principais objetivos da nova gestão da Prefeitura de Fortaleza. Por isso foram liberados pelo Governo Federal R$ 718 milhões para a construção de novos corredores expressos de ônibus, também conhecidos como BRT´s (Bus Rapid Transit).
O anúncio dos recursos foi feito na última sexta-feira (22) pela presidenta Dilma Rousseff e pelo prefeito Roberto Cláudio. Os novos corredores fazem parte de um pacote de investimentos em mobilidade urbana do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2).
Com a liberação de R$ 718 milhões, em recursos do Governo Federal, serão construídos pela Prefeitura de Fortaleza, já a partir de 2014, aproximadamente, 70 novos quilômetros de corredores expressos de ônibus. De acordo com o Secretário Municipal de Infraestrutura, Samuel Dias, os investimentos são históricos. "Nunca se investiu tanto em mobilidade urbana como nesses 11 meses de gestão. Os próximos três anos serão de grandes obras para a capital", explicou.
Além dos novos corredores garantidos pelo PAC da mobilidade, a presidenta Dilma assinou contrato, liberando recursos da União para implantação do BRT - Senador Fernandes Távora/Expedicionários. A obra, que terá início em março de 2014, ligará o Conjunto Ceará, um dos bairros mais populosos de Fortaleza, ao centro da capital. Além das melhorias viárias, este corredor prevê a reforma, ampliação e adequação do terminal da Parangaba, passando da área atual de 12.000 m2 para 22.000 m2, que representa um acréscimo de mais de 80%, tornando o terminal compatível com a demanda atual de passageiros.
Para a implantação desses corredores expressos de ônibus em Fortaleza estão previstos o melhoramento, prolongamento e duplicação de vias para formação de eixos viários complementares. Além disso, a padronização do sistema viário principal e formação de rotas alternativas e complementares para o transporte individual oriundo dos corredores troncais com faixas exclusivas, permitindo a desobstrução dos pontos de estrangulamento, e restauração de vias degradadas, padronização de calçadas e implantação de ciclovias.
Todos os novos corredores expressos de ônibus da capital cearense fazem parte do Programa de Transporte Urbano de Fortaleza (Transfor) e estão entre as principais medidas adotadas pela Prefeitura de Fortaleza para priorizar o transporte coletivo e a circulação de pedestres e ciclistas na cidade. Veja a seguir como está o andamento das obras dos BRT´s em Fortaleza:
BRT Alberto Craveiro (97,71%)
BRT Antônio Bezerra/Papicu (65,00%)
BRT Paulino Rocha (56,58%)
BRT Dedé Brasil (7,46%)
Eixo Via Expressa/Raul Barbosa (8,46%)
Novos corredores expressos de ônibus:- BRT Messejana / Centro (BR 116/Aguanambi) = R$ 125 milhões (50% do valor total)
Extensão: 15,2 km
- BRT Antônio Bezerra/Messejana (Perimetral/Juscelino Kubitschek) = R$ 298 milhões
Extensão: 23,2 km
- BRT - Emílio de Menezes/Vital Brasil = R$ 50 milhões
Extensão: 4,1km
- BRT - 1° Anel Expresso de Fortaleza (Complemento Av. Raul Barbosa à Av. Castelo Branco) = R$ 190 milhões
Extensão: 8,5 km
- BRS - Cel. Carvalho / Pres. Castelo Branco = R$ 55 milhões
Extensão: 17,9 km

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

MovPaz mobiliza cearenses

Clovis Nunes (MovPaz) defende o desarmamento como forma
de diminuir as consequências da violência no Brasil e no mundo 
O coordenador nacional do MovPaz (Movimento Internacional Pela Paz e Não Violência), Clovis Nunes, tem dedicado metade do seu tempo somente na implantação da Casa da Paz e na expansão da cultura de paz no Ceará e especialmente em Fortaleza. A Casa da Paz hoje, é uma realidade e funciona diariamente recebendo armas que são encaminhadas a justiça para destruição. Desde o inicio do funcionamento no final de agosto, já foram recolhidas centenas de armas dos mais variados calibre e seus antigos usuários,além de não precisarem se identificar, ainda recebem uma boa quantia em dinheiro dependendo do calibre da arma.
A campanha pelo desarmamento voluntário foi tema de audiência pública realizada, ontem,13/11, na Assembleia Legislativa do Ceará e promoveu um forte debate na Casa. Além da apresentação de índices mostrando o crescimento da violência e os riscos de se ter em casa uma arma de fogo, as divergências de opinião trouxeram à tona uma outra questão: a fragilidade dos aparelhos de segurança do Estado.Clovis Nunes,que também é membro do Conselho Nacional de Segurança Pública (Conasp), explicou que, atualmente, no Brasil, circulam 16 milhões de armas (14 milhões da sociedade e apenas 2 milhões da Polícia). Já o Ceará registra mais de 253 mil armas em circulação.Em âmbito nacional, 65,7% dos homicídios do País são cometidos por pessoas sem antecedentes criminais. "As mortes acontecem, muitas vezes, por motivos banais, como brigas de rua, discussões ou alcoolismo. Discussões essas que poderiam terminar com uso de curativos ou num posto de saúde, e não num velório, se não houvesse uma arma próxima na mão de alguém", observou Clóvis, enfatizando que o acesso fácil à arma potencializa o crime. Para ele, não passa de mito a ideia de que ter uma arma em casa é uma proteção contra a violência. "Cientificamente está provado que a arma é um excelente instrumento de ataque, mas um péssimo mecanismo de defesa", afirmou."A pauta do desarmamento é da sociedade civil, não pertence a nenhum partido", citou, lembrando que a Organização das Nações Unidas (ONU) considera tolerável o índice de seis homicídios por 100 mil habitantes, mas no Brasil essa relação é de 25 por 100 mil. "Somos os campeões mundiais em armas de fogo. Nenhum país em guerra civil mata mais no mundo do que o nosso, sem guerra", observou o coordenador do MovPaz, uma Organização Não-Governamental. Por arma de fogo, morre um brasileiro a cada 15 minutos, 96 por dia e 38 mil ano, adiantou.Já o diretor da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará (UFC) e ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil seção Ceará (OAB-CE), Cândido Albuquerque, demonstrou sua descrença de que o desarmamento possa resultar em mudança no quadro de violência do País. "Não sou contra o movimento, porém é preciso colocar os pés no chão", destacou, acrescentando que a Polícia Civil, a quem compete fazer investigações, está desaparelhada.Segundo ele, é preciso, antes de tudo, repensar o modelo de segurança pública, com a destinação de mais investimentos, treinamentos de pessoal e melhores condições de trabalho.Requerida pela deputada Mirian Sobreira, atendendo à solicitação do MovPaz, a audiência pública deixou nítida a preocupação de todos com o crescimento criminalidade. Contudo, não houve consenso quanto às soluções. Cândido Albuquerque chegou a questionar a veracidade das pesquisas apresentadas.As discussões contaram com a presença de um grupo de 27 alunos do Colégio Darwin. A estudante Amanda Botelho, 17, considerou "válida" a proposta de desarmamento, mas também saiu com a reflexão de que outras medidas precisam ser adotadas. Já psicóloga da unidade escolar, Fabíola Carneiro, adiantou que o colégio crê na cultura de paz.A campanha de desarmamento é uma iniciativa do governo federal, Ministério da Justiça e da sociedade civil, representada por diversas ONGs. A sede do MovPaz em Fortaleza é a Casa da Paz, inaugurada em 29 de agosto deste ano. A Casa já recebeu 75 armas e 535 munições. O objetivo, diz Clóvis Nunes, é diminuir os índices de homicídio no Ceará.

Indústria cearense tem expansão de 5,1% no trimestre

Carlos Matos, dir. corporativo do INDI
A indústria cearense apresentou no 3º trimestre de 2013 expansão de 5,1% na produção física, em comparação ao mesmo período de 2012. Este é o melhor resultado desde o início do ano passado. Em relação ao acumulado do ano, o Ceará demonstrou comportamento superior ao do Brasil (+1,6%) e ao Nordeste (+1,6%). Setorialmente, destacam-se os setores de Petróleo, derivados e álcool (+23,5%), e Calçados e Couros (+23,2%).Os dados são do documento Panorama Industrial, elaborado pelo Instituto de Desenvolvimento Industrial (INDI), da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC).Quanto a geração de emprego, no acumulado de janeiro a setembro, a indústria cearense apresentou crescimento de 3,8%, com a criação de 13.630 postos de trabalho, com destaque para os setores de Construção Civil (5.397), Calçados (2.377), e Têxtil e vestuário (1.991).Já as exportações cearenses, no acumulado de janeiro a setembro, reduziram-se em 2,4%. Apenas três, entre os principais produtos da pauta, apresentaram crescimento: Frutas; Geradores, Máquinas e Aparelhos Elétricos; e Peixes/Crustáceos. Por outro lado, as importações apresentaram crescimento de 35,7%.Com os resultados, o PIB cearense apresentou expansão de 2,95% no primeiro semestre de 2013, contra 2,6% do país. As quatro atividades que compõem o setor industrial apresentaram variações superiores à média da economia. Com isto, a estimativa da participação do Ceará no PIB nacional alcançou 2,16%.

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Fortaleza, Icasa e Ceará receberão patrocínio da Caixa

Os 3 maiores times cearenses do momento, receberão patrocínio da Caixa 
Uma nova reunião na sede da Caixa Econômica Federal pode trazer novas esperanças aos times cearenses para o ano que vem. O presidente do banco, Jorge Hereda, recebe os deputados José Guimarães, André Figueiredo e José Airton Cirilo nesta quarta-feira e discute um possível patrocínio da Caixa a Ceará, Fortaleza e Icasa.
A consulta inicial foi feita por Guimarães em reunião ocorrida há cerca de dois meses, quando o dirigente do banco pediu prazo para solicitar estudos internos. A Caixa apoia equipes de futebol como Flamengo, Corinthians e Atlético-PR. O deputado defendeu o apoio do banco aos clubes cearenses com base na tradição das equipes e a presença das torcidas nos estádios.
- Nossa capital será sede da Copa do Mundo, além de ter se destacado na Copa das Confederações deste ano. Temos uma tradição muito forte no futebol e o público cearense merece esse apoio - defendeu.
Na primeira reunião, Hereda informou da obrigatoriedade dos clubes de estarem com a situação fiscal regularizada, ou seja, sem dívidas com a União. As CNDs são documentos emitidos pelos órgãos públicos declarando que uma determinada empresa não possui débitos ou pendências com aquele órgão na data de sua emissão.

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Projeto inovador cearense é apresentado na OTC'13

O projeto Petro Business BR foi apresentado durante o
Offshore Technology Conference no Rio de Janeiro (29 a 31)
Uma ideia inovadora, idealizada no Ceará, promete revolucionar a cadeia produtiva do Petróleo e Gás de todo Brasil. Trata-se da “Petro Business BR”, uma ferramenta virtual de integração e negócios, a ser implementada entre os associados das Redes Petro de todos os estados e que promete movimentar até 100 milhões de reais/ano.
A nova ferramenta foi lançada durante a OTC- Offshore Technology Conference Brasil (OTC Brasil), que aconteceu de 29 a 31 de outubro, no Rio de Janeiro, na presença do presidente do Sebrae Nacional, Luiz Barretto, e dos principais executivos de empresas como Petrobras, Schlumberger, Total, Shell, Chevron, Baker Hughes, ExxonMobil e BP.
Organizada pela OTC e pelo Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP), a conferência e a exposição deste ano tiveram como foco a indústria offshore brasileira em águas profundas.
A programação incluiu, ainda, a apresentação de mais de 250 trabalhos técnicos selecionados por profissionais do setor, avaliando todos os aspectos dos sistemas de perfuração e poços offshore, estruturas flutuantes e produção submarina avançada, bem como a complexa gestão de integridade para mantê-las em funcionamento.
Além do conteúdo técnico, a OTC Brasil 2013 expôs as mais recentes tecnologias e equipamentos desenvolvidos por mais de 250 empresas brasileiras e estrangeiras. Países como Estados Unidos, Canadá, China, França, Itália, Reino Unido, Alemanha e Noruega foram alguns dos expositores presentes da feira. E foi nessa etapa da programação que foi realizada a apresentação da “Petro Business BR”.
Basicamente, a “Petro Business BR” disponibiliza informações dos bens e serviços das empresas associadas à Rede Petro, que irão alimentar um banco de dados de fornecedores em todo país. A partir dessa ferramenta, a expectativa é ampliar o raio de ação das empresas participantes, abrindo novos mercados, aumentando o número de fornecedores e incentivando a geração de novos negócios, emprego e renda entre os participantes.
A ferramenta deve facilitar, também, a formação de parcerias e consórcios para atender editais e licitações destinados às empresas do setor. A filosofia é de que a Petro Business BR faça o uso inteligente da tecnologia disponível para incrementar o crescimento das empresas associadas e fortalecer a Rede Petro em todo Brasil.

Setores de Energia e logística recebem R$ 29 do BNDES

Financiamentos do BNDES para projetos de infraestrutura
atingiram R$ 184 bilhões de 2008 a 2011 e deverão
saltar para R$ 250 bilhões entre 2013 e 2016.
O gerente do departamento de energia do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Eduardo Barros das Chagas, afirmou nesta quarta-feira, 6, que os desembolsos da instituição para o setor de energia e logística devem ficar próximos a R$ 29 bilhões neste ano. No primeiro semestre de 2013, a liberação de crédito para projetos desta área atingiu R$ 12 bilhões. Ele destacou que esse número era bem menor em 2003, quando ficou em R$ 2,7 bilhões.
Chagas destacou que os financiamentos do BNDES para projetos de infraestrutura atingiram R$ 184 bilhões de 2008 a 2011 e deverão saltar para R$ 250 bilhões entre 2013 e 2016. Neste setor, um dos principais destaques da liberação de créditos é a área de energia, que recebeu R$ 82,2 bilhões entre 2008 e 2011. Esse valor deve subir para R$ 85,1 bilhões de 2013 a 2016. O banco não informa dados relativos a 2012.
De acordo com o executivo do BNDES, da capacidade de geração de energia de 123 gigawatts no Brasil, 45 gigawatts foram viabilizados por financiamentos de projetos pelo banco de fomento entre 2003 e 2012. Segundo ele, eletricidade e logística receberam um total de R$ 292 bilhões no período. "Somente na área de transmissão, foram financiados 24 mil quilômetros", destacou.
"No setor de energia e logística, foram apoiados pelo banco 55 projetos em 2003. Esse número chegou a 166 em 2012 e não tenho dúvidas que deve chegar a 200 projetos em dois ou três anos", destacou. Ele fez os comentários durante palestra em evento em São Paulo. 
Em relação ao Programa de Sustentação do Investimento (PSI) ele afirmou não saber se "vai ou não continuar" depois de 31 de dezembro. "Esta é uma questão que está com o Tesouro. Não temos definições sobre o tema", comentou Chagas. 
O PSI empresta recursos para empresas ampliarem a Formação Bruta de Capital Fixo com taxas de juros reais negativas. 
O governo está fazendo estudos para avaliar os gastos de recursos públicos que seriam necessários para dar continuidade, mesmo de forma parcial, do PSI em 2014. Um dos focos principais do Poder Executivo para realizar tais estimativas é a geração de superávit primário e conter os desembolsos do Tesouro para os bancos oficiais no próximo ano.

FIEC lança Núcleo de Mercado de Capitais do Ceará

Ary Lanzarin,presid. do BNB
estará presente ao laçamento
A Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), por meio do Instituto de Desenvolvimento Industrial do Ceará (INDI), lançará, oficialmente, na próxima segunda-feira (11/11), às 18h30min, durante a reunião de diretoria do Sistema FIEC, no auditório Waldyr Diogo, no térreo da Casa da Indústria, o Núcleo de Mercado de Capitais do Ceará. O presidente da FIEC, Roberto Macedo, comandará o encontro com as presenças do presidente do Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (IBMEC), Thomas Tosta de Sá; do presidente do Banco do Nordeste, Ary Lazarin; e do superintendente do Sebrae Ceará, Alcyr Porto. Na ocasião, os parceiros do Núcleo vão assinar a adesão e formalizar o Plano Estratégico de atuação.O Núcleo de Mercado de Capitais do Ceará será o segundo implementado no país depois de Minas Gerais, que já evoluiu para instalação de um Instituto. A entidade amplia o acesso ao crédito para as empresas locais, que terão opções de financiamento de projetos. Ele vem fortalecer o apoio às micro, pequenas e médias empresas, aquelas de natureza familiar e que exploram atividades não tradicionais, cujo maior patrimônio é o conhecimento e têm conteúdo inovador. Enquadram-se nesse perfil as empresas iniciantes, ou startups tecnológicas, assegurando a elas formas alternativas de financiamento, poupança e segurança.O diretor corporativo do INDI, Carlos Matos, explica que a FIEC abraça o Núcleo, compartilhando ideias com os parceiros, dentro do processo de mudança de mentalidade e inovação. “A característica da inovação é estimular jovens que não têm capital. Aquela ideia se transforma em negócio. Para isso, temos o Núcleo de Mercado de Capitais para estimular e acompanhar a necessidade de crescimento rápido das startups”, esclarece Matos.Ele afirma que a ideia do Mercado de Capitais não é só ter acesso aos recursos. “O Mercado de Capitais permite ter uma governança corporativa melhor, acesso aos novos mercados e alguns ativos intangíveis que o crédito não é capaz de dar”, complementa o diretor. A criação do Núcleo Cearense de Mercado de Capitais (NCMC) foi possível por iniciativa da FIEC, por meio do INDI,  Banco do Nordeste (BNB), Sebrae, CRCCE, IBEF, Apimec, Corecon, CRA, Instituto FA7 e Faelce.  A FIEC abrigará fisicamente o Núcleo na Unidade de Crédito do INDI, que passará a funcionar também com o Mercado de Capitais.

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Novembro Azul

Congresso Nacional adere a campanha Novembro Azul
Deputados e senadores lançaram nesta segunda, 4, no Congresso Nacional a campanha Novembro Azul, de combate ao câncer de próstata. Uma sessão solene, requerida pela senadora Ana Amélia (PP-RS) e pela deputada Rose de Freitas (PMDB-ES), promoveu no Senado o debate sobre a necessidade de os homens procurarem as unidades de saúde para fazer exames preventivos da doença.
Na abertura da sessão, a deputada Rose de Freitas ressaltou que 90% dos homens diagnosticados já estão com a fase avançada da doença. Segundo ela, isso se deve ao fato de que a maioria deles nunca vai ao médico e tem preconceito quanto ao exame de próstata (toque retal). “É preciso tirar esse preconceito da cabeça dos homens, e as mulheres precisam falar sobre isso, dizer a eles que isso não é perda de masculinidade, de virilidade, para eles terem consciência da necessidade de cuidarem da saúde”, argumentou a deputada.

Facebook esta perdendo usuários mais jovens

Jovens americanos estão migrando para outros App como
Whats, Instagram e Tumbrl
Durante a conferência de resultados, o Facebook registrou queda de usuários mais jovens no terceiro trimestre de 2013.
A queda de uso do Facebook entre adolescentes vinha sendo especulada pela imprensa e por especialistas há vários meses, mas essa foi a primeira vez que o Facebook admitiu o problema.
A informação foi revelada por David Ebersman, dir.financeiro do Facebook: "Nossa análise do engajamento de jovens americanos revela que o uso de Facebook entre os adolescentes dos EUA como um todo está estável [...] entretanto, vimos um declínio em usuários diários especificamente entre adolescentes mais jovens".
O episódio da garota de 13 anos chamada Ruby Karp que escreveu um artigo no site "Mashable" intitulado "Tenho 13 anos e nenhum dos meus amigos usa o Facebook", ganhou bastante repercussão. Segundo Ela, o excesso de anúncios e o ciberbullying estão entre as razões que mais fazem os adolescentes migrarem para outras redes sociais como Instagram, Whatsapp e Tumbrl, que cada vez mais registram aumento de usuários.

Prefeitura de Maracanaú vai difundir o CrediAmigo

Bnb e prefeitura de Maracanaú irão difundir o programa
CrediAmigo no município
A prefeitura de Maracanaú e o Banco do Nordeste do Brasil – BNB estão firmando uma parceria para difundir o crédito para os empreendedores individuais, formais ou informais, do Município. Em reunião realizada na Agência do BNB em Maracanaú, ficou acertado que Governo Municipal, por meio da Secretaria do Trabalho, Emprego e Empreendedorismo – Setee, ficará responsável por divulgar as linhas de crédito operacionalizadas pelo BNB para os empreendedores. Em especial o CrediAmigo, para capital de giro, e a FNE EI, para aquisição de máquinas, equipamentos e construção. Ambas linhas de crédito dispõem de taxas de juros e prazos para pagamentos atrativos. A reunião contou com a participação da titular da Setee de Maracanaú, Cristina Luz, do coordenador de Empreendedorismo da Secretaria, Wilson Júnior, e de representantes do Banco do Nordeste. As linhas de crédito operacionalizadas pelo BNB serão divulgadas pela Setee, por meio de capacitação, juntos aos cerca de 600 empreendedores individuais formalizados pelo Secretaria somente em 2013, na gestão Firmo Camurça, bem como para os demais empreendedores informais da Cidade. Ainda este mês, a partir do dia 8 de novembro, os empreendedores poderão acessar as informações sobre as linhas de crédito na própria Setee, no Feira Center Shopping, e nos Centros de Atendimento ao Trabalhador e Empreendedor – Cates.

Fonte: Assessoria de imprensa da prefeitura de Maracanaú

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Fecomércio apresenta novidades na Casa Cor'13


Através do Senac, o Sistema Fecomércio apresenta novidades à Casa Cor 2013.  A Instituição, referência em educação profissional para a área de gastronomia, realiza no ambiente, em parceria com a Petybon, oficinas gastronômicas. Com tema “Um olhar para o Ceará”, o Senac/CE propõe, por meio das oficinas, novas perspectivas à gastronomia local, através da utilização de ingredientes regionais aliados ao uso de novas tecnologias, proporcionando ao público a assimilação de uma nova cultura gastronômica cearense.
Realizadas sempre aos finais de semana, ao todo serão 24 oficinas, ministradas por Instrutores de Gastronomia do Senac/CE. Abertas aos visitantes da Casa Cor, as oficinas terão duração de 40 minutos, com degustação, ao final, dos pratos apresentados. Entre os menus previstos, estão “Spaghetti Petybon Grano Duro Alla Carbonara de Manteiga de Garrafa”, “ Bavette Petybon Grano Duro ao Molho de Frutos de Mar”, “Bavette Petybon Grano Duro com Ragu de Cordeiro”, Fettuccine Petybon Grano Duro ao Molho de Camarão com Capim Santo”, “ Fusilli Petybon Grano Duro ao Molho Sertanejo”, entre outros.
De acordo com Ivan Prado, consultor técnico de Gastronomia do Senac /CE, “a Instituição vemrepensando o segmento de gastronomia no Estado, compreendendo o aspecto cultural envolvido na culinária local e estimulando a utilização dos ingredientes cearenses de maneira inovadora. Neste sentido, a Casa Cor 2013 é uma oportunidade para apresentar ao público ligado às artes e ao design este novo olhar sobre a gastronomia do Ceará, desenvolvido a partir de um receituário ligado à história e à cultura popular regional”.
O Senac participa ainda do evento com grupo de alunos da Instituição fazendo visitas guiadas ao ambiente.
Mais informações sobre a Casa Cor Ceará: www.casacor.com.br/ceara

Banco do Nordeste promove encontro sobre educação e cidadania

O Instituto Nordeste Cidadania - INEC, em parceria com o Banco do Nordeste, promove o IV Encontro Nordestino de Educação e Cidadania, que acontecerá no dias 31 de outubro e 01 de novembro de 2013, no Centro de Treinamento do Banco do Nordeste (Av. Pedro Ramalho, 5.700 – Passaré). Na ocasião, também acontecerá o Lançamento do Portal da Sustentabilidade, uma iniciativa do Banco do Nordeste, que criará um ambiente de aprendizagem sobre as práticas de desenvolvimento sustentável e convivência com o semiárido. 
O IV Encontro Nordestino tem como tema “Tecendo Caminhos com Novos Olhares”, no qual dialogaremos sobre assuntos relacionados aos eixos ambiental, cultural, social e econômico, proporcionando momentos de vivências pedagógicas e biocêntricas, apresentações culturais, círculos de cultura e feira solidária. Além disso, acontecerá uma homenagem aos 20 anos de INEC e Ação da Cidadania.
O Encontro é destinado a profissionais e estudantes de diversas áreas, gestores, consultores, escolas, movimentos sociais, ONGs, representantes de comunidades e público em geral interessado na temática. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo link http://bit.ly/1fnvGcR

Prescrição e Automedicação são discutidos na AL

Os riscos da automedicação e a aprovação do projeto de lei do Conselho Federal de Farmácia, que regulamenta a prescrição farmacêutica foram discutidos na tarde desta quinta-feira (31/10) na Assembleia Legislativa do Ceará. O debate foi proposto pela deputada Mirian Sobreira (Pros). Ela afirmou que o objetivo do debate é alertar a população sobre os riscos da automedicação, além de apresentar à sociedade o referido projeto.
Comissão debate projeto de lei do Conselho Federal de
Farmácia sob os riscos da automedicação
“Queremos contribuir para que o número de casos de automedicação diminua. Vamos trabalhar também para esclarecer os pontos desse projeto. As pessoas precisam entender que remédio também pode ser um veneno para a saúde, caso seja usado sem orientação”, destacou a deputada.
Durante o debate, o professor de Farmácia da Universidade Federal do Ceará (UFC) e membro do Grupo de Prevenção ao Uso Indevido de Medicamentos da UFC, Paulo Sérgio Arais, afirmou que as intoxicações causadas pela automedicação ficaram em primeiro lugar nos atendimentos realizados pelo Centro de Assistência Toxicológica do Instituto Doutor José Frota (IJF) nos últimos dois anos.
“De acordo com os dados colhidos no IJF, 28% das pessoas atendidas por intoxicação ingeriram medicamentos de forma errada, exagerando na dosagem. Os dados também apresentam seis óbitos causados pela automedicação”, destacou.
Paulo Sérgio também afirmou que as cargas de medicamentos são as segundas mais roubadas no Estado, ficando atrás apenas dos eletrodomésticos, e que esses remédios, inclusive os controlados e de tarja preta, são vendidos por um preço abaixo do mercado e sem precisão médica em locais públicos da cidade. “Nosso medo é com essas vendas clandestinas sem nenhuma orientação. Com a aprovação do projeto de regulamentação da prescrição farmacêutica, essa procura clandestina tende a diminuir e campanhas de conscientização ganharão força”, esclareceu.
O presidente da Associação dos Farmacêuticos do Estado, Luis Cláudio Mapurunga, esclareceu que, pela proposta, a prescrição farmacêutica deve acontecer pela seleção de terapias farmacológicas e não farmacológicas, além de outras intervenções relativas ao cuidado do paciente. As terapias farmacológicas incluem os medicamentos isentos de prescrição médica, as plantas medicinais, as drogas vegetais e os fitoterápicos também isentos de prescrição. “Vinte e cinco mil pessoas morreram no Brasil por intoxicação com automedicação, temos que trabalhar para diminuir esse número”, frisou.
Para o diretor executivo do Conselho Regional de Farmácia, Jacó Albuquerque, para que o projeto seja implantado em sua totalidade, os órgãos competentes precisam se preocupar com a especialização dos profissionais, desde a faculdade até o mercado de trabalho, e uma fiscalização mais rigorosa.
Também participaram do debate a gerente de Assistência Farmacêutica da SMS, Bianca Moreira; o coordenador do curso de Farmácia da Unifor, Expedito Regildo e o diretor do Sindicato dos Farmacêuticos do Estado, Ielano Vasconcelos.
MA/LF