quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Prefeito Veveu anuncia novos investimentos para Sobral

Prefeito de Sobral "Veveu" concedendo entrevista ao
o colunista e apresentador do programa Ne Acontece
O Prefeito Veveu reuniu a imprensa na segunda-feira, 26 de novembro, quando fez um balanço sobre as reuniões que participou em Brasília, com o Governo Federal, e em Fortaleza, com Governo do Ceará. “Tenho cumprido uma agenda importante para melhorar a vida das pessoas e para garantir novos projetos para Sobral”, afirmou.
Ele anunciou a construção de duas escolas profissionais, a reforma e ampliação da Escola de Formação em Saúde da Família e a inclusão dos projetos de abastecimento de água de Sobral no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). 


Educação
O Prefeito Veveu participou de reunião com o Governador Cid Gomes e os prefeitos cearenses eleitos no dia 20 de novembro. Na ocasião, a Primeira-dama e Secretária Estadual da Educação, Izolda Cela, anunciou um reforço no Programa Alfabetização na Idade Certa (PAIC+4), que estenderá as atividades para os alunos de 3º e 4º ano.
De acordo com o Prefeito Veveu, Sobral terá um reforço também na educação profissional, com mais duas escolas de ensino médio profissionalizante. “Estamos estudando a localização dessas escolas. A minha ideia é que elas sejam construídas na área rural, para capacitar os jovens dos assentamentos com educação profissional agrícola”, afirmou.

Saúde
O Prefeito Veveu anunciou a reforma e ampliação da Escola de Formação em Saúde da Família Visconde de Sabóia, com construção de dois pavimentos, com salas de aula, laboratórios e auditório. Os recursos, da ordem de R$2,5 milhões, foram assegurados pelo Município junto ao Governo Federal. “A Escola de Saúde da Família cumpre um papel muito importante: a capacitação permanente dos profissionais que atuam na área da saúde. Isso é essencial quando se fala na humanização do atendimento à população”, explicou o Prefeito.

Abastecimento de água
Já estão assegurados os recursos do PAC para a construção da adutora do Jordão, que resolverá o problema de abastecimento de água na Serra do Rosário, e a ampliação do sistema de abastecimento de água de Jaibaras e da Estação de Tratamento de Água de Sobral. O próximo passo será a licitação desses projetos. “O meu compromisso é 100% de abastecimento de água no Município de Sobral, com 100% de saneamento”, declarou.

Erradicação da Extrema Pobreza
Cerca 7 mil famílias vivem com uma renda mensal per capita de até R$ 70,00. Uma das prioridades do Prefeito Veveu é a erradicação da extrema pobreza em Sobral. Além do fortalecimento da agricultura familiar e das empresas que já estão instaladas em Sobral, o Prefeito Veveu está atraindo novos investimentos, como a TAC Motors, Marcovel e Hope. “A minha luta pelo fortalecimento da base econômica de Sobral tem como foco na erradicação da miséria”, afirmou.

Minha Casa Minha Vida Rural
O Prefeito Veveu pretende iniciar em 2013 o Programa Minha Casa, Minha Vida na Zona Rural de Sobral. Segundo ele, 2.500 famílias vivem em casas de taipa nos Distritos do Município. “São blocos de até 50 casas. Estou lutando e vou levar esse programa para todos os distritos”, disse. 

Urbanização e Meio Ambiente
São as prioridades do Prefeito Veveu: a implantação do Jardim Botânico de Sobral, com espécies nativas e área para pesquisa; a criação do Parque Municipal do Junco, com a urbanização do Açude do Javan; a construção da segunda etapa do Parque da Cidade, com a revitalização da Lagoa da Fazenda; a ampliação do Boulevard do Arco, no trecho entre a estação do Metrô de Sobral e o Aeroporto Vírgilio Távora; a urbanização da Lagoa Dr. José Euclides, no bairro Terrenos Novos; e a urbanização do Parque Mucambinho, onde estão sendo construídas 2.084 casas pelo Programa Minha Casa, Minha Vida.

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Luizianne e Elmano almoçam com Dilma em Brasília

Luizianne Lins e Elmano Freitas

A prefeita de Fortaleza Luizianne Lins, o ex-candidato a prefeito Elmano de Freitas e a presidente Dilma Rousseff almoçaram juntos na tarde desta sexta-feira (23) no Palácio da Alvorada, em Brasília. Durante o encontro, foram discutidos assuntos como o futuro político de Luizianne e o balanço de sua gestão frente à Prefeitura Municipal de Fortaleza (PMF).
De acordo com a assessoria de comunicação da prefeita, o almoço durou cerca de três horas e os petistas conversaram sobre a política durante a gestão de Luizianne, falaram sobre o futuro político da atual prefeita de Fortaleza e sobre o papel político dela no Nordeste e no País após o fim do seu mandato.
Esse foi o primeiro encontro da atual prefeita de Fortaleza com Dilma após as eleições de 2012. Durante a campanha de Elmano, Dilma se recusou a gravar depoimentos e participar de comícios com o ex-candidato. A presidente se esquivou da campanha do petista para não se envolver no pleito entre dois aliados. Lula veio no lugar dela e marcou presença na campanha de Elmano.
Luizianne se mostrou desgostosa com o apoio de Dilma ao governador Cid Gomes (PSB) nos últimos meses, mas não se sabe se falou sobre o assunto na reunião. No último dia 8 de novembro Cid foi homenageado no Palácio do Planalto pelo Programa Estadual de Alfabetização na Idade Certa, criação do Governo do Estado que foi adotada pelo Ministério da Educação.

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Nordeste Acontece - Institucional curto

video
Pequena amostra do programa Nordeste Acontece ainda pela Band. Breve estarei em outro canal com este mesmo formato e alguns incrementos. AGUARDE!

sábado, 10 de novembro de 2012

"derrotar a seca e resolver estruturalmente o problema",Dilma Rousseff.

Presidenta Dilma Rousseff durante reunião da Sudene em
Salvador/Ba.
A presidente Dilma Rousseff prometeu, ontem, em Salvador, "derrotar a seca e resolver estruturalmente o problema" no Nordeste. A declaração foi dada ao fim da 16ª Reunião do Conselho Deliberativo da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene).
No evento, do qual também participaram governadores ou representantes de todos os Estados nordestinos, além dos vice-governadores de Minas Gerais e do Espírito Santo e dos ministros da Integração Nacional, Fernando Bezerra, e das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, foram assinados convênios entre o governo federal e os governos estaduais para liberação de recursos referentes a 77 obras para ampliar a oferta de água em municípios da região. Os projetos, somados, têm investimentos previstos de R$ 1,8 bilhão - e, segundo Bezerra, formam a primeira parte de um programa que prevê investimento total de R$ 3 bilhões.
"Este País não tem mais o direito de deixar que a seca se transforme em um flagelo, nem pode agir de forma parcial ou isolada, no que se refere a suas esferas de poder, para resolver os problemas", disse a presidente. "Nós vamos usar esta seca para avançar mais. Nós vamos resolver, estruturalmente, o problema da seca. Esse é o compromisso que sai desta reunião".

Perdas
Além das obras de construção e ampliação de barragens, adutoras e sistemas de abastecimento e irrigação, Dilma também prometeu medidas emergenciais para compensar as perdas de agricultores e pecuaristas, que sofrem com a estiagem deste ano - considerada a pior em 50 anos em algumas regiões nordestinas. No evento, foi anunciada também a ampliação do bolsa-estiagem de R$ 400 para R$ 560 e a do seguro garantia-safra de R$ 680 para R$ 952.
"O governo federal também está extremamente preocupado em solucionar a questão do milho - nós vamos fazer o possível e o impossível para aumentar o fornecimento de milho subsidiado para os pequenos produtores dos Estados nordestinos", disse.
"Acho que vamos ter de nos preparar para sustentar rebanhos e recompô-los. É importante que a gente já olhe um pouco mais longe". Na manhã de ontem, ela inaugurou uma adutora de água em Malhada (800 km de Salvador) no semiárido baiano. A obra da chamada adutora do Algodão, realizada pelos governos federal e baiano, leva água tratada do rio São Francisco para oito municípios da região.

Investimentos do CE
O Estado do Ceará deverá investir até 2014, cerca de R$ 400 milhões em obras hídricas voltadas principalmente para as sedes dos municípios. O anúncio foi feito ontem pelo governador Cid Gomes (PSB) logo após a assinatura de convênios com a Funasa e com o Ministério da Integração Nacional.
Ontem foram assinadas parcerias no valor de R$ 40 milhões. "Esses recursos serão voltados para obras definitivas. Uma seca impõe dois tipos de ações - uma emergencial e outra estruturadora, com obras que nos permitam conviver com a seca, que é um fenômeno que vai acontecer, que vai se repetir sempre", disse.
Cid fez elogios à presidente Dilma Rousseff quanto ao atendimento das reivindicações dos Estados do Nordeste, principalmente o Ceará. "Temos que reconhecer a sensibilidade que sempre teve a presidente Dilma, que atendeu todos os pontos, todas as sugestões e demandas", disse.
O governador assevera a decisão da presidente de ampliar o Garantia Safra. "Nós também no Ceará estamos ampliando o Bolsa Estiagem com mais duas parcelas", disse.
Cid Gomes destacou que o governo do Estado destinará obras para as sedes dos municípios, que segundo ele, devido o crescimento populacional estão apresentando problemas crônicos de falta de água.
Quanto às comunidades rurais, observou que já são realizadas diversas ações, como programa de implantação de cisternas e de pequenos sistema de abastecimento d´água.
"Agora mesmo estamos tratando de um financiamento como Banco Mundial para estender o Projeto São José e trabalhamos na diretriz de universalização do abastecimento d´água para toda a população do Estado até 2014", revelou. 

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Ceará perderá R$ 1,3 bi em 2013 e planeja cortes

"União está fazendo cortesia com chapeu alheio"
Mauro Filho, secretário da Fazendo/Ce.
Alterações nos critérios de distribuição do Fundo de Participação dos Estados (FPE), já consideradas constitucionais pelo Supremo Tribunal Federal (STF); unificação em 4% das alíquotas do ICMS em todos os estados; mudanças na composição das tarifas de energia elétrica, aliadas às perdas do FPE, já registradas neste ano, em decorrência da redução do IPI dos veículos e da queda da atividade econômica, podem gerar um "rombo" no caixa do governo do Estado do Ceará da ordem de R$ 1,3 bilhão, em 2013. Se confirmado o novo cenário fiscal proposto pelo palácio do Planalto, o Estado já prevê reduzir investimentos, cortar despesas de custeio, podendo, inclusive, mexer, para menos, na folha de pagamento do funcionalismo público estadual.
Alerta - O sinal de alerta foi dado na noite de ontem, pelo titular da Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz), Mauro Benevides Filho, segundo quem, "a União está fazendo cortesia com chapéu alheio, para beneficiar os estados do Sudeste", notadamente São Paulo. "Somadas as perdas, elas podem chegar a R$ 1,3 bilhão. Esse é o cenário para janeiro de 2013. A situação é grave, muito grave", destacou Mauro.Conforme expôs, os novos critérios de distribuição do FPE, que seguem agora para votação no Congresso, representam perdas, no melhor cenário, de R$ 400 milhões, e no pior quadro, de até R$ 1,4 bilhão, para o Estado. Esses montantes representam prejuízos de receitas entre 10% a 25%, dos R$ 4 bilhões do FPE, que o Estado do Ceará recebe da União, anualmente.
Outros R$ 368 milhões, também do FPE, já foram perdidos neste ano, segundo o secretário, com a redução do IPI dos automóveis e com a queda da atividade econômica no País, decorrente da crise financeira mundial. "Somente em outubro, perdemos R$ 80 milhões do FPE, devido à redução do IPI", contabilizou Mauro Filho, ao criticar fortemente a nova política fiscal imposta pelo ministério da Fazenda, para os estados brasileiros.
ICMS - Com a unificação do ICMS, em 4%, para todos os estados, o secretário estima que o Ceará perderá outros R$ 386 milhões de arrecadação própria e mais R$ 146 milhões, com as mudanças na composição das tarifas de energia elétrica, que também podem impactar fortemente na arrecadação do ICMS do Ceará e demais estados do Nordeste. "Com a unificação do ICMS, pode fechar logo o Norte, o Nordeste e o Centro-Oeste.
Grita - "Os estados do Nordeste precisam gritar", bradou Mauro Filho, para quem todas essas mudanças decorrem de pressão do Estado de São Paulo por mais recursos da União. "Isso não podemos aceitar", ressaltou.
Apesar da possibilidade de cortes nos investimentos em reformas e construção de novas edificações públicas, já a partir de janeiro próximo, Mauro Filho garantiu que não faltarão recursos às obras de mobilidade urbana, como o VLT e metrô da linha Leste, e demais equipamentos destinados à Copa do Mundo de 2014. Segundo ele, esses são recursos já garantidos no PAC da Copa, e por meio de financiamentos contratados com o BNDES e demais organismos internacionais de crédito. "Tudo o que for de operações de crédito, de recursos do PAC da Copa, já assegurados no OGU, (Orçamento Geral da União) e de recursos do BNDES, estão preservados", assegurou o secretário. Ele garantiu também o pagamento normal da folha de pagamento de dezembro próximo e do 13º Salário do funcionalismo público Estadual. E só.

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Cid Gomes exporta modelo de programa para alfabetização

Cid Gomes (gov.do Ceará) discursando durante lançamento
do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa( PANAIC)
A presidente Dilma Rousseff lançou oficialmente, nesta quinta-feira (8),  o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC), programa que segue os mesmos moldes do desenvolvido no Ceará desde 2007 e que pretende garantir a plena alfabetização das crianças até aos oito anos.O governador do Ceará, Cid Gomes, discursou durante a cerimônia no Palácio do Planalto e mostrou os resultados positivos do PAIC (Programa Alfabetização na Idade Certa) na política no Ceará. "Isso mostra que é possível fazer no Brasil inteiro", afirmou Gomes.
Entre as principais ações do plano lançado pela presidente Dilma estão cursos de formação continuada para os 360 mil professores alfabetizadores (docentes do 1º ao 3º ano do ensino fundamental), compra de 60 milhões de livros didáticos para o uso na sala de aula e realização de prova universal para avaliar o nível de alfabetização dos alunos ao final do ciclo.
"Todas as crianças serão avaliadas aos sete anos e aos oito anos, pra gente saber exatamente o que esta acontecendo em cada escola", afirmou durante a cerimônia o ministro Aloizio Mercadante (Educação). Essa avaliação externa será feita pelo Inep, órgão vinculado ao MEC responsável pelo Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).
Ao todo, 5.270 municípios já aderiram ao plano. Hoje, a estimativa é de que 15,2% das crianças brasileiras não estão plenamente alfabetizadas aos 8 anos.


PremiaçãoO ministro anunciou ainda uma premiação, após a realização de um ano do pacto, para as escolas com melhores experiências nessa etapa de ensino --a premiação será num valor de R$ 500 milhões.
O curso de formação dos professores começa em fevereiro de 2013. Os livros estão sendo comprados pelo Ministério da Educação desde a publicação da portaria que criou o pacto, em julho.
Segundo dados oficiais, os primeiros três anos do ensino fundamental reúnem 7,9 milhões de matrículas em todo o país.

Luizianne Lins ameaça licenciar-se do PT

Luizianne Lins, quer oposição ao PSB

A prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins, participou na manhã desta terça-feira da reunião com membros do PT no Diretório Nacional do partido, em Brasília.
Luizianne disse que o PT vai permanecer na oposição a gestão do prefeito eleito, Roberto Cláudio, e que se os membros do partido decidirem manter a aliança com o PSB no nível estadual ela se licenciará do partido.

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Prefeitura de Fortaleza apresenta equipe de transição

Geraldo Aciolly (atual secretário de projetos Especiais)
coordenará a equipe de transição da prefeitura

A Prefeitura de Fortaleza definiu a equipe de transição, que repassará informações da atual gestão para a equipe de Roberto Claudio. O prefeito eleito afirma que irá divulgar os membros da sua equipe somente após a oficialização do grupo da Prefeitura, que deve acontecer amanhã, (06) com a publicação no Diário Oficial do Município.
Uma reunião entre os representantes dos dois grupos está marcada para a próxima quarta-feira (07), às 15h, na antiga sede do Executivo Municipal, no bairro Vila União. A equipe de transição da Prefeitura será coordenada pelo secretário de Projetos Especiais Geraldo Aciolly. Também compõem o grupo o titular da Secretaria de Finanças, Alexandre Cialdini, o secretário de Planejamento, Alfredo Pessoa, e o coordenador das Regionais, Cícero Cavalcante.
Segundo Geraldo Aciolly, devem ser acertados na primeira reunião o plano de trabalho e o calendário de atividades das equipes de transição. Aciolly afirma que serão disponibilizadas para a equipe de Roberto Claudio todas as informações dos projetos em curso, a situação financeira e a exposição dos contratos nacionais e internacionais.
“Iremos disponibilizar para a equipe do futuro prefeito um equipamento adequado para que eles possam trabalhar de forma permanente”, afirma o secretário.

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Cid Gomes deseja trabalhar no BID após sair do governo

Cid Gomes (governador do Ceará) disse que "ter mandato
não é a unica forma de servir".

O governador Cid Gomes não pretende disputar as eleições de 2014, ano em que chega ao fim a gestão. Ao término do mandato, Cid afirmou que irá para Washington, nos Estados Unidos, onde trabalhará no Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A declaração do chefe do executivo estadual foi dada em entrevista à Revista Época, publicada nesta sexta-feira (2)."Pedi ao presidente [do BID] Luis Alberto Moreno: 'Meu desejo é trabalhar com o senhor'. Ele respondeu: 'Não se preocupe, meu filho'. Então, eu vou", afirmou o governador à revista."Ter mandato não é a única forma de servir. O objetivo do BID é reduzir a desigualdade, melhorar a vida das pessoas, desenvolver as Américas", explicou.Só no retorno ao Brasil, ainda sem previsão, é que Cid Gomes avaliará se disputará outra eleição. "O melhor dos mundos é sair da política sem ser expulso. Sair como saiu o Pelé: por cima", disse.O governador deixou claro que não está abandonando a vida pública e afirmou ainda que seus irmãos ( Ciro e Ivo Gomes) também podem não disputar cargos na próxima eleição. “É possível que não haja nenhum de nós na política em 2015, depois da eleição. Não quer dizer que estejamos largando a vida pública. Vamos só dar um tempo”.

Lula
Cid afirmou ainda que o ex-presidente Lula não foi correto ao participar da campanha do candidato do PT, Elmano de Freitas, em Fortaleza. “Foi uma agressão e uma agressão injusta. Quem esteve com Lula nas horas decisivas fomos nós”, desabafou. “Em 2005, no mensalão, parte do PT se escondeu. Outra falou em pós-Lula. Nós fomos à linha de frente defendê-lo”, declarou, relembrando diversas ocasiões de apoio ao PT. Segundo ele, Lula poderia ter participado da eleição petista sem ofendê-los. “Não é preciso agredir para defender o que se acredita”.

Dilma
Em relação à presidente Dilma, o governador afirmou que ela foi republicana ao não participar da campanha petista. “Quando acabou o primeiro turno, disse isso a ela. No segundo turno, agradeci novamente. Ela respondeu: 'Não poderia ter outra postura, você me apoiou'. E ainda me pediu o telefone do Roberto Cláudio”.