Pesquisar este blog

terça-feira, 31 de julho de 2012

Pesquisa IPOPE em Fortaleza aponta liderança de Moroni

Se a eleição para a Prefeitura de Fortaleza fosse hoje, o candidato Moroni Torgan (DEM) seria o eleito. A pesquisa feita pelo Ibope para a Televisão Verdes Mares aponta ainda a preferência do eleitorado sobre os demais concorrentes à chefia do Executivo municipal no dia 7 de outubro.
O Ibope ouviu um total de 602 eleitores entre os dias 27 e 29 de julho. Segundo o relatório feito pelo o Instituto, o modelo de amostragem utilizado na enquete é o de conglomerados em dois estágios. A margem de erro da pesquisa é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos.
Devidamente registrado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), a pesquisa utilizou entrevistas pessoais com questionários elaborados de acordo com os objetivos da enquete.

Intenções de voto
IBOPE - Pesquisa estimulada
A primeira pesquisa encomendada pela TV Verdes Mares ao Ibope (estão contratadas mais duas outras além do prognóstico e da boca de urna), após o registro oficial dos candidatos que concorrerão à Prefeitura da Capital, aponta o candidato Moroni Torgan (DEM) em vantagem na disputa pelas intenções de voto.
No cenário de intenção de voto estimulada, onde são apresentados os nomes de todos os candidatos aos eleitores entrevistados, Moroni atinge 32% das intenções de voto seguido pelo senador Inácio Arruda (PCdoB), com 15% das citações. O deputado estadual Heitor Férrer (PDT) obtém 11%, logo à frente de Renato Roseno (PSOL), com 10%.
O deputado estadual Roberto Cláudio (PSB) conseguiu 8% das intenções de voto, ficando à frente de Marcos Cals (PSDB), que somou 6%. Já Elmano de Freitas conquistou 4%. Francisco Gonzaga (PSTU) e Professor Valdeci (PRTB) obtiveram 1%. O candidato André Ramos (PPL) não conseguiu pontuar, segundo o relatório. Os eleitores que declararam a intenção de votar em branco ou nulo totalizam 6%, enquanto outros 6% estão indecisos ou preferem não responder.

Moroni lidera também em rejeição
Rejeição
Utilizando a medida de rejeição estimulada com múltiplas opções, o Ibope deu aos entrevistados a opção de citar mais de um nome. Entre os candidatos mencionados pelos eleitores de Fortaleza como aqueles em quem não votariam de jeito nenhum, Moroni Torgan é o que atinge o maior índice de rejeição, chegando a 34%. Em seguida aparece Inácio Arruda com 27% das citações de rejeição, imediatamente depois aparece o candidato Elmano de Freitas com 22%, Francisco Gonzaga com 21%. O nome de Marcos Cals registra 16%.
Os candidatos professor Valdeci e Roberto Cláudio são citados por 15% dos eleitores pesquisados. Os candidatos Renato Roseno, André Ramos e Heitor Férrer obtêm índices que variaram entre 14% e 12%. Os eleitores que declararam não rejeitar candidato algum são 6% dos entrevistados e outros 9% não sabem ou preferem não responder.

Perfil dos entrevistadosDos 602 eleitores entrevistados no último fim de semana, está escrito no relatório oficial feito pelo Ibope que 55% são do sexo feminino e 45 do sexo masculino. 21% estão na faixa etária entre 16 e 24 anos, 15% entre 25 e 29 anos, 23% entre 30 e 39 anos, 20% entre 40 e 49 anos, 22% acima de 50 anos, Já em relação à escolaridade o grupo de entrevistado foi dividido entre eleitores com até a 4ª série do Ensino Fundamental, 22% com instrução até as três últimas série do Ensino Fundamental, 42% de eleitores com o Ensino Médio e 18% de entrevistados com o nível Superior de escolaridade.

Renda do entrevistado
Quanto à renda familiar (em salários mínimos), os eleitores que participaram da pesquisa foram divididos em grupos com renda familiar de mais de dois salários mínimos, 41% do total, somando 245 eleitores, com renda variando entre um e dois salários mínimos, 37% com um total de 225 eleitores e os que ganham até um salário mínimo, 21% dos entrevistados somando 126 eleitores fortalezenses. As fontes dos dados para definição desses percentuais na elaboração da amostra, segundo o Ibope informou, inclusive para a Justiça Eleitoral cearense, foram colhidas oficialmente do Censo 2000, PNDA 2009 e TSE 2010.

Maioria ainda não tem interesse na disputaOs eleitores de Fortaleza votarão para eleger o futuro prefeito da cidade no dia 7 de outubro. A campanha eleitoral, oficialmente, começou no dia 6 de julho, logo após a oficialização dos pedidos de registro dos candidatos à Prefeitura e à Câmara Municipal. Mas, segundo o Ibope, a maioria do fortalezense ainda não está envolvido no clima da disputa. Á pergunta sobre o interesse do eleitorado 14% disseram ter muito interesse, 22% têm interesse médio, 34% registram pouco interesse e 29% responderam que ainda não têm nenhum interesse na disputa pela sucessão municipal.

Economia Criativa dominou os debates da Campus Party Recife

Campus Party Recife, Economia Criativa em debate
A economia criativa, um dos assuntos mais discutidos nos últimos anos, foi tema de debate no Campus Empreendedorismo da Campus Party Recife neste domingo, 29. Francisco Saboya, presidente da incubadora de softwares Porto Digital, lembrou que o país ainda tem participação inexpressiva nessa área, mas que aos poucos avança no tema. Segundo ele, dados da Organização das Nações Unidas (ONU) revelam que o segmento movimenta mundialmente US$ 600 bilhões, aproximando-se do setor de informática.
Para Cláudia Leitão, secretária de Economia Criativa do Ministério da Cultura, no Recife a discussão já está avançada. “É uma realidade, uma alternativa ao desenvolvimento”, destacou. Ela considera importante a parceria desenvolvida com o Sebrae, já que o público-alvo é o pequeno e micro empreendedor criativo. A secretária também disse estar otimista em relação à compreensão da economia criativa pelo poder executivo. “Temos de trabalhar cada vez mais para que prefeitos, governadores e todos os políticos compreendam a abrangência do assunto”, reforçou.
O secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Marcelino Granja de Menezes, afirmou que é que preciso estabelecer eixos para fortalecer o empreendedorismo nessa área. Ele também destacou que o potencial cultural de Pernambuco é favorável ao ambiente criativo.
A lei municipal de incentivo à economia criativa, criada em janeiro deste ano, em Recife, foi mencionada pelo secretário municipal de Ciência,Tecnologia e Desenvolvimento Econômico, José Bertotti, que contextualizou o desenvolvimento econômico associado à cultura e ao turismo. “Quando se trata de desenvolvimento econômico, a cultura é um ativo importante”, sentenciou.
Para ele, Recife tem excelentes manifestações culturais e o desafio é transformar esse potencial em um bem econômico. Para isso já há setores mapeados de economia criativa e também de biotecnologia. José Bertotti ainda reforçou a importância da difusão tecnologia da informação para a tecnologia criativa.

Desenvolvimento
“Falar de economia criativa sem empreendedorismo não existe”, afirmou Ana Maria Coelho, gerente nacional de Atendicmento Coletivo Serviços do Sebrae. Ela lembrou as políticas de fomento ao empreendedorismo desenvolvidas pela instituição em todo o país, que representam ações voltadas para 98,84% das empresas, gerando 64% dos empregos formais. 
“Estamos falando de um novo modelo de desenvolvimento em três eixos: fomento a políticas públicas, competitividade e transversalidade”, explicou. De acordo com ela, esse é o posicionamento do Sebrae para a economia criativa. Ana Maria Coelho também destacou a importância da inovação de processos, o que ocorre não apenas em grandes empresas. "Estamos inovando em modelo de negócio com a introdução, por exemplo, dos Agentes Locais de Inovação (ALI), aqui na Campus Party”, finalizou. 

Brasil alcança 1 milhão de novos empreendimentos

IBPT registra 1 milhão de empreendimentos até dia 30/07/11
O Brasil alcançou nesta segunda-feira, 30, a marca de um milhão de empreendimentos, com 32 dias de antecedência em relação a 2011, quando a marca foi atingida em 1º de setembro, e 81 dias antes que em 2010, o que ocorreu em 20 de outubro. As informações são do estudo "Perfil das Empresas e Entidades Brasileiras 2012", que faz parte do banco de dados do Empresômetro - Censo das Empresas e Entidades Públicas e Privadas Brasileiras, ferramenta digital criada pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário – IBPT, que fornece uma radiografia do cenário empresarial brasileiro. Em 30 de julho de 2011, o País apresentava 915.802 empreendimentos e na mesma data em 2010, somente 699.045 negócios. 
Para o presidente do Conselho Superior e coordenador de estudos do IBPT, Gilberto Luiz do Amaral, o resultado de um milhão de negócios criados em 2012 representa um cenário de "copo meio cheio e meio vazio" para a economia brasileira. "Se considerarmos todos os empreendimentos criados no período, inclusive MEIs, houve um crescimento de 34% dos novos negócios, o que demonstra uma maior formalização dos empreendedores individuais, principalmente para obtenção dos direitos previdenciários, sem contudo representar maior geração de empregos. Mas ao considerar somente os empreendimentos de outras naturezas, houve uma retração de 19% nos novos negócios em todo o País" , afirma o especialista. 
Para o autor do estudo e supervisor de Estatísticas e Inteligência Tributária do IBPT, Othon de Andrade Filho, há uma clara desaceleração dos novos negócios, excluídos os MEIS. Em todo os estados brasileiros, houve diminuição da criação de novas empresas que geram a grande maioria de empregos do País. 
Amaral observa que, de 1º de janeiro a 30 de julho de 2012, houve um crescimento de 166.284 novos empreendimentos do tipo MEI em relação ao mesmo período no ano anterior. São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul foram os estados que mais registraram empresas nessa modalidade. São 654.868 do tipo Microempreendedor Individual (MEI), seguido de Empresário Individual, com 135.623, e Sociedade Empresária Limitada, com 151.235 dos novos negócios. Até a data de hoje, foram criadas 12.715 EIRELIs.
O levantamento do IBPT também demonstra as regiões onde houve um aquecimento nos novos negócios: em 2012, o maior crescimento percentual de novas empresas ocorreu no centro-oeste, com 8,2%, seguido da região norte, com 5,9% e região sul, com 5,7% dos negócios criados neste ano. Dos novos negócios criados neste ano, 84.306 são voltados ao comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios, seguido por cabeleireiros, com cerca de 46.400 empreendimentos e 26.589 novos negócios em obras de alvenaria. 
A empresa de número um milhão de 2012 é a GMV Serviços de Manutenção Limitada-ME, que fica na cidade de Olinda, em Pernambuco.

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Indústria do Conhecimento SESI inaugura unidade na Vulcabras/Azaleia

Unidade da Vulcabras/Azaleia em Horizonte/Ce.
A Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), por meio do Serviço Social da Indústria (SESI/CE), e a indústria de calçados Vulcabras/Azaleia localizada no Distrito Industrial de Horizonte, região metropolitana de Fortaleza, inauguram nesta segunda-feira (30/7), às 8h, mais uma unidade no Ceará do projeto SESI Indústria do Conhecimento. O equipamento consiste de um centro de educação multimídia que permitirá ampliar a inclusão digital e garantir o acesso dos trabalhadores daquela indústria e de seus dependentes a fontes de informação e conhecimento. 
A unidade, com mais de 400 metros quadrados, possui sala de leitura e sala de aula e está equipada com dez computadores ligados à internet, acervo com 1.700 livros, além de revistas, gibis e jornais. 
Terá capacidade para atender a mais de 300 pessoas por dia nos turnos manhã, tarde e noite. Além de colocar à disposição o uso das mídias digitais e do acervo impresso, a unidade dará suporte a ações de cursos de educação básica e continuada desenvolvidos pelo SESI/CE para os industriários.
Além desta unidade, o SESI/CE possui equipamentos semelhantes em Sobral, Juazeiro do Norte, Fortaleza e Pacatuba. Em âmbito nacional, o projeto é uma iniciativa do Departamento Nacional do SESI, em parceria com os Ministérios da Educação e das Comunicações, empresas públicas e privadas e governos estaduais e municipais. A ideia surgiu após constatação de que o baixo índice de leitura no Brasil é reflexo da deficiência de acervo das bibliotecas escolares e públicas e da dificuldade de acesso à internet.
A solenidade de inauguração contará com a presença do presidente da FIEC, Roberto Proença de Macêdo, do superintendente regional do SESI/CE, Francisco das Chagas Magalhães, e do industrial Flávio de Carvalho Bento. 

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Publicado edital para VLT de Maceió

VLT de Maceió ligará o Aeroporto ao Centro da cidade
O Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico (Seplande), publicou nesta quinta-feira, 26, o edital de chamamento público para empresas interessadas em participar da Parceria Público-Privada (PPP) que vai viabilizar a instalação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) na Região Metropolitana de Maceió.
A convocação garante a entrada no processo de elaboração de Projetos Básicos e Estudos de Viabilidade de empreendimento para o desenvolvimento, implantação, construção e operação do VLT. As empresas têm o prazo de vinte dias para formularem seus pedidos de autorização ao Conselho Gestor de Parcerias Público-Privadas.
De acordo com o edital, após autorização concedida pelo Conselho, coordenado pela Seplande, as empresas terão o prazo máximo de 150 dias para entregarem seus projetos. As construtoras OAS e Queiroz Galvão, que propuseram a realização desse processo, já encaminharam suas solicitações de autorização.
“Denominamos como Projeto de Mobilidade Urbana essa ação que vai trazer inúmeros benefícios para os alagoanos, principalmente aqueles que necessitam de transporte público para exercer suas atividades diárias. O VLT abrangerá a área entre o centro da cidade de Maceió até o Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares, oferecendo um serviço com conforto e qualidade para os usuários”, explica o secretário de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico, Luiz Otavio Gomes.

Como participar
Os interessados em obter a autorização devem encaminhar seus requerimentos por escrito, considerando o disposto no art. 9º do Decreto Estadual nº 16.879/2011, endereçados à Unidade de PPP, na sede da Seplande, localizada na Rua Cincinato Pinto, nº 503, Centro.
Para conferir o edital de chamamento público e mais informações os interessados podem acessar o seguinte endereço eletrônico: www.seplande.al.gov.br; enviar e-mails para: ppp.al@seplande.al.gov.br ou falar pelos telefones  (82) 3315 1572. Os pedidos devem ser encaminhados no período das 8h às 17h.

Prefeitura de Fortaleza oferece crédito para os microempresários

Com o objetivo de oferecer crédito aos microempreendedores, para que possam desenvolver seus negócios, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico – SDE mantém o programa Agência Cidadã de Crédito – PAC. O serviço é oferecido na sede da SDE e/ou nos Núcleos de Atendimento nas seis Secretarias Executivas Regionais (SERs).
O Programa financia negócios de pessoas com baixa renda, que se encontram no setor informal da economia, sem acesso ao setor bancário, mas que tenham capacidade empreendedora para desenvolver pequenas atividades, como trabalhadores autônomos, prestadores de serviço, comerciantes, artesãos, produtores, dentre outros. Os Agentes de Crédito da SDE fazem visitas aos empreendimentos para acompanhar e monitorar os resultados.
Para obter o benefício, interessados precisam ter idade superior a 18 anos e apresentar Documento da Identidade – RG, Cadastro de Pessoa Física – CPF e comprovante de endereço. Mais de 61 mil microcréditos produtivos foram oferecidos desde 2005.

Sobre o PAC
O PAC é realizado em parceria com o Banco do Nordeste do Brasil (BNB), através da linha de crédito CrediAMIGO, que oferece diversos produtos à população, como Banco Comunidade, Grupo Solidário e Crédito Individual. O CrediAMIGO financia de R$ 100 a R$ 15 mil para grupos com no mínimo três integrantes, além de crédito individual. O prazo para pagamento é de até quatro meses, sem carência para capital de giro. A taxa de juros é de 0,64% ao mês, e o beneficiado não deve ter restrição de crédito no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), ou no Serviço de Consulta a Pendências e Protestos Exclusivo para Empresas (Serasa).

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Ceará lidera ranking nordestino em usuários TIM

Deficiência de sinal causa protesto de usuários
e ANATEL suspendeu venda de novos chips
O Ceará é o estado da região Nordeste com o maior número de clientes da TIM. Também é o terceiro lugar em reclamações contra a operadora na Agência Nacional de Teleco-municações (Anatel). São 3,48 milhões de usuários, divididos em planos pré-pagos, com 2,96 milhões de clientes e em planos pós-pagos, com 525 mil clientes, que representam 34,97% de usuários da operadora.
As reclamações da TIM no Ceará ocupam a parcela de 34,41%. O segundo lugar é ocupado pela operadora Oi, com 23,48% das reclamações.
Dos nove estados da Região, apenas em Sergipe a TIM não foi proibida de vender pacotes de voz e internet. Lá, a Claro foi a operadora punida pela Anatel. Em Sergipe, a TIM possui apenas 338 mil clientes.
Por meio de nota, a TIM afirmou que dobrará o orçamento inicial destinado à qualidade previsto para 2012, totalizando R$ 451 milhões.

Plano de Melhoria
A TIM apresentou ontem o Plano Nacional de Ação de Melhoria da Prestação do Serviço Móvel Pessoal (SMP) para a Anatel. O documento de 800 páginas foi recebido pelo superin-tendente de Serviços Privados da Anatel, Bruno Ramos.
O plano da empresa apresentou 80% das informações em investimento de rede e prevê o investimento de R$9 bilhões até 2014. Desse total, R$ 3,5 bilhões vão ser aplicados até o fim de 2012, sendo R$ 451 milhões para a melhoria da qualidade do serviço.
Bruno Ramos pediu para que a TIM desse mais detalhes das suas propostas de melhoria no atendimento ao cliente. “Queremos que o plano contemple a criação de novos centros e postos de atendimento e aquisição de novos equipamentos”, afirmou o superintendente, deixando claro que a medida da agência continua valendo, sem prazo determinado para a volta da venda de chips por parte das operadoras punidas.
Segundo o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, assim que os planos estiverem articulados, as vendas serão autorizadas, mas o público poderá acompanhar pela internet o cumprimento das medidas. “A Anatel vai fiscalizar, vai colocar na internet, as pessoas vão saber o que vai ser feito de compromisso”, disse.
O presidente mundial da TIM, Franco Bernabè, virá ao Brasil nos próximos dias para discutir com autoridades do governo a decisão da Anatel. Bernabè vai se reunir com o ministro Paulo Bernardo no dia 26 deste mês.


terça-feira, 24 de julho de 2012

Governo Alagoano prioriza investimentos no turismo

Praia do Gunga no litoral de Alagoas encanta os Argentinos
O Governo de Alagoas pretende implantar o Projeto Integrado de Desenvolvimento Turístico da Região Norte. O objetivo é o desenvolvimento planejado de turismo local diferenciado e ecologicamente correto, com rodovia contemplativa, iluminação por meio de energia solar e infraestrutura social e de serviços, com saúde, segurança e educação para as comunidades. O projeto resulta da união entre as secretarias de Estado da Infraestrutura (Seinfra), do Turismo (Setur), da Saúde (Sesau), da Defesa Social (Seds) e da Cultura (Secult).
Acreditando no potencial turístico diferenciado da região, as secretarias pretendem contemplar povoados que margeiam a rodovia AL-101 Norte, no trecho que não é convencionalmente utilizado em viagens rápidas pelo litoral, por abranger núcleos urbanos com modo de vida simples e estradas estreitas.
A Rota Ecológica terá início na foz do Rio Camaragibe, no distrito da Barra de Camaragibe, passando por sítios de coqueiros no município de São Miguel dos Milagres e seguindo até a foz do Rio Manguaba, no município de Porto de Pedras. De acordo com o secretário adjunto de Obras, Transporte e Logística da Seinfra, Manoel Messias Costa, a ideia é proporcionar a infraestrutura necessária para o acesso eficiente e seguro, mas que se harmonize com o meio urbano em que deve ser inserido.
“São locais com pequenas pousadas de charme, que se integram à realidade local, com o treinamento e a utilização da mão de obra nativa. Não queremos acelerar o desenvolvimento desses povoados com a construção de estradas de velocidade, mas proporcionar um desenvolvimento planejado, com foco num turismo diferenciado, que deve aderir ao modo de vida que ali existe”, avalia Messias.
A infraestrutura social e de serviços prevista no projeto inclui postos de policiamento, Unidades de Pronto Atendimento (UPA), videomonitoramento de segurança, sistema de comunicação, ciclovia, heliporto, sinalização rodoviária e turística, ancoradouros de balsas, mirantes e iluminação diferenciada.
O empreendimento inclui a parceria com instituições de educação profissionalizante, a implantação da estrutura física do Centro de Referência e Pesquisa do Peixe Boi e o saneamento básico de todos os povoados do trecho, com abastecimento de água, esgotamento sanitário e destino ideal para resíduos sólidos.

Financiamento
Segundo o secretário da Infraestrutura, Marco Fireman, o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) mostrou interesse em investir no financiamento do projeto. “O projeto, ainda em fase de elaboração, foi apresentado ao BID e deve ser inserido na Carta Consulta do empréstimo que está sendo trabalhado pela Secretaria do Planejamento junto ao próprio banco”, explica Fireman.
De acordo com a secretária do Turismo, Danielle Novis, a Setur está finalizando o Plano Diretor Integrado de Turismo, que deve promover a região. “A construção do Plano Diretor proporcionará o desenvolvimento ecológico sustentável da região e a fomentará enquanto destino turístico”, explica Danielle Novis.

Pernambuco receberá 1 bi do BNDES

Eduardo Campos (gov.Pernambuco) comemora mais uma
vitória em sua gestão, jundo ao BNDES.
O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, anunciou na última sexta-feira, 20, na sede provisória do Governo, no Centro de Convenções, a liberação de R$ 1, 069 bilhão para Pernambuco. O pleito havia sido feito pelo próprio Governador Eduardo Campos na última segunda-feira, 16, com a entrega de uma carta-consulta ao banco.
A confirmação do empréstimo foi em entrevista coletiva logo após almoço, oferecido pelo governador Eduardo Campos. Antes, no final da manhã, Coutinho sobrevoou a área da fábrica da Fiat, em Goiana, a Arena da Copa e o Complexo Industrial Portuário de Suape, visitando ainda o Estaleiro Atlântico Sul e as obras da Refinaria Abreu e Lima. “Eu tenho visitado vários estados e o que vejo aqui é uma verdadeira revolução industrial e com ciclo diferenciado que contempla grandes projetos”, afirmou o presidente do BNDES.
Segundo ele, “se olharmos os últimos cinco anos e os cinco que ainda virão, avistamos uma década de transformações profundas na estrutura econômica pernambucana, que vai alçar o estado a um dos grandes polos industriais e de serviço do Brasil”. “Vamos ajudar a manter o investimento no estado”, explicou.
O empréstimo de R$ 1, 069 bilhão é resultado da nova linha de crédito lançada há cerca de um mês pelo Governo Federal para atender todos os Estados: o Pró-investe. Em Pernambuco, a aplicação do montante será no reforço de projetos de obras estruturadoras já em andamento, o que garantiu celeridade à liberação do fundo.
Entre eles estão a conservação e recuperação de 39 estradas distribuídas em toda a região de desenvolvimento do Estado, a construção de sete Unidades de Pronto Atendimento (UPAE) especialidades e a implantação de novas barragens na Mata Sul. A cada ano, Pernambuco vem crescendo o nível de investimentos. Em 2011, somando-se os investimentos públicos e privados, o estado alcançou a marca de R$ 4,6 bilhões, ante 600 milhões realizados em 2006.
O secretário da Fazenda, Paulo Câmara, destacou a importância da iniciativa no momento em que o mundo vive uma desaceleração econômica “Esse valor é para que Pernambuco continue investindo no mesmo patamar. Temos uma meta de R$ 3 bilhões em investimentos para 2012 e de R$ 10 bilhões no total dos quatro anos do segundo Governo Eduardo Campos”, explicou.

Suape
Já para a infraestrutura de Suape, de acordo com Coutinho, o BNDS vai disponibilizar, dentro de três semanas, a primeira parcela de R$ 357 milhões, do montante total de R$ 920 milhões previstos. Ainda na carteira de investimentos do BNDES em Pernambuco, há outras duas linhas de crédito em negociação: R$ 423 milhões, voltados para as obras de barragens e das UPAE; e R$ 550 milhões que serão utilizadas nas contrapartidas das obras de mobilidades, a exemplo dos quatro viadutos da Av. Agamenon Magalhães, os corredores Norte-Sul e Leste-Oeste, entre outras

Salvador/Miami/Salvador direto pela American Air Line

SSA/MIA/SSA direto pela AA em novembro
A partir de 15 de novembro, quem desejar embarcar para os EUA ou estiver em solo americano e desejar vir à Bahia, pode contar com voos diários da American Airlines entre a capital baiana e a cidade de Miami, sem fazer escala em Recife. 
Os voos serão realizados cinco dias por semana, com exceção das terças e sábados, com saída do estado da Flórida sempre às 23h25 (horário local) e previsão de chegada na Bahia, às 10h25. Já os voos de Salvador com destino ao Aeroporto Internacional de Miami têm o horário de partida às 11h50 (horário de Brasília), com chegada prevista para às 16h50.
A frequência faz parte da ampliação dos serviços da American Airlines, que passará a oferecer, a partir de outubro, 17 novos voos entre os Estados Unidos e o Brasil. Com a maior parte de suas rotas situadas entre a América do Norte e o Brasil, a American presta serviço de Miami para Belo Horizonte, Brasília, Manaus, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, de Nova York (JFK) para o Rio de Janeiro e São Paulo e de Dallas (Fort Worth) para o Rio de Janeiro e São Paulo.
No total, a American oferece cerca de 800 voos semanais para mais de 40 cidades da América Latina, incluindo México, América Central e do Sul.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

"Encontro de Líderes" começa hoje em Fortaleza

MCC é o promotor do evento em parceria com FNQ
Fortaleza sedia nesta segunda-feira, 23, o“Encontro de Líderes”. O evento tem como objetivo sensibilizar e mobilizar lideranças empresariais do Ceará em prol da busca pela excelência da gestão e da disseminação de conceitos e boas práticas para organizações de todos os portes e setores. 
O evento é promovido pela Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) e Movimento Brasil Competitivo (MBC), em parceria com o Movimento Ceará Competitivo, e realizado na sede da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC).
A programação conta com palestras e debates. O encontro pretende abordar questões como a evolução do movimento da qualidade no Brasil nos últimos 20 anos, o desenvolvimento regional e nacional, a sustentabilidade das organizações, o futuro dos modelos de gestão, e o papel dos empresários e governo para a competitividade do país.
Na opinião do superintendente-geral da FNQ, Jairo Martins, a região Nordeste vem atraindo uma quantidade enorme de empresas nacionais e multinacionais. Para que atuem de maneira eficaz, ele destaca que é importante que se desenvolva uma cadeia local de fornecedores bem preparada para atender às necessidades dessas companhias. 
“Ao sensibilizar e disseminar o Modelo de Excelência da Gestão® (MEG) da FNQ, nosso objetivo é contribuir para que essas organizações, independente de seu porte e setor de atuação, tenham uma gestão estruturada e busquem continuamente melhorar a administração de seus negócios, garantindo sua sobrevivência e aumentando sua competitividade”, destaca.

Semestre positivo para o Ceará com 10 mil vagas de trabalho

O Estado fechou o primeiro semestre de 2012 com um saldo positivo de quase 10 mil vagas de trabalho. Ao todo, foram criados 9.979 postos com carteira assinada, entre janeiro e junho deste ano, no Estado. Essa quantidade superou em 0,96% a de igual período do ano imediatamente anterior.
No acumulado dos últimos 12 meses, foi verificado um crescimento de 4,47% no número de oportunidades, o que correspondeu a um saldo positivo de 44.852 entre junho de 2011 e igual mês de 2012.
Agropecuária puxou avanço
Apesar da falta de chuvas no estado, o estoque é positivo
Apesar da forte estiagem que aflige o interior do Estado, foi constatado, no mês de junho,  um estoque de 1.018 vagas sobre maio. O que demonstra uma recuperação do segmento no fim do primeiro semestre.
Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, e foram divulgados nesta segunda-feira. 
No País
A criação de empregos formais no Brasil teve queda de 25,9% no primeiro semestre de 2012 em comparação ao mesmo período de 2011, o que corresponde a cerca de 366 mil vagas a menos abertas no mercado de trabalho. No mesmo período do ano passado, as vagas com carteira assinada somaram 1,4 milhão, período que acompanhou o pico de 2010, quando foram criados 1,6 milhão de empregos formais. Em 2012, foram pouco mais de 1 milhão de novas vagas.

Em junho, seguiu-se a tendência de redução ao longo do primeiro semestre. Foram abertos 44% postos formais a menos do que em maio – o equivalente a 121 mil vagas.

O setor que mais criou empregos nos primeiros seis meses do ano foi o de serviços, que ofereceu cerca de 469 mil postos, seguido pela construção civil, com aproximadamente 205 mil. A indústria de material de transporte, por outro lado, teve queda equivalente a 3,7 mil vagas.

sábado, 21 de julho de 2012

55% das operações irregulares do BNB foram aprovadas pela diretoria

Isidro Moraes (ex-superintendente) e Roberto Smith (ex-presidente)
O ex-diretor de Controle e Risco e ex-superintendente estadual do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), Isidro de Moraes, afirmou ontem que a maior parte (55,2%) do montante relativo a operações irregulares investigadas pelo banco, as quais somam aproximadamente R$ 125 milhões, foi aprovada pelo Comitê de Avaliação de Crédito da Direção Geral (Comac) e pela diretoria da instituição.
Em entrevista ao Diário do Nordeste, Moraes disse ter se "desapontado" com o banco e com o governo federal após seu afastamento, anunciado no último mês, no mesmo dia em que houve a renúncia do ex-presidente Jurandir Santiago. Ele também afirmou não ter qualquer responsabilidade sobre as concessões de crédito em operações irregulares que ocorreram quando ele era superintendente estadual.
Na última quinta-feira, o presidente interino do BNB, Paulo Ferraro, afirmou que "quase 100%" das empresas cujas operações com o banco estão sendo investigadas obtiveram empréstimos com valor inferior a R$ 3 milhões - número que, por sua vez, corresponde à alçada da Superintendência Estadual.
Ferraro destacou, porém, que as supostas fraudes ocorreram na etapa de liberação dos créditos - da qual não participam os superintendentes ou diretores. Estes, disse, atuam na aprovação dos financiamentos. Segundo Moraes, é natural que a maioria dos empréstimos analisados tenha esse valor, já que a maior parte dos empréstimos realizados - regulares ou não - possui valor inferior a R$ 3 milhões.

Processo
De acordo com Moraes, antes de o superintendente emitir voto em qualquer operação, a proposta já tem tramitado e recebe parecer favorável das áreas de agência, cadastro, central de retaguarda operacional (CRO) e Central de Apoio Operacional de Fortaleza (Cenop) - responsável pela análise de viabilidade e todos os aspectos da proposta.
Após o voto do superintendente e o deferimento da proposta pelo Comag - Comitê de Avaliação de Crédito na Agência - (44% do montante da operações), salientou, "todas as propostas fraudadas obtiveram 100% de conformidade dada pela Gerência de Controle Interno do Estado do Ceará", a qual, conforme afirmou, não tem nenhuma ligação com a Superintendência Estadual. Ele destacou que o voto eletrônico (por e-mail), e à distância, do superintendente estadual nas propostas de crédito de valor superior a alçada da agência só acontece após a instrução da proposta pela Central de Retaguarda Operacional e a realização e conclusão da análise técnica pela Cenop de Fortaleza, acompanhada do parecer técnico favorável e do voto favorável de todos os membros do Comag da agência acolhedora do pleito, sem indicação de ressalvas que pudessem levantar alguma suspeita.
Moraes frisa que o deferimento das propostas em que foram constadas fraudes totalizaram cerca de R$ 125 milhões - montante distribuído entre Comag - Agência (0,80%), 44% Comag com voto do superintendente estadual (44%), Comac (composto por superintendentes da direção geral) e diretoria (55,2%).
"Fica evidente, então, que o maior percentual do montante desviado não foi de responsabilidade das agências e superintendência estadual", frisou. Ele disse ainda que nenhuma operação de crédito no BNB é aprovada por um único gestor, e sim por um colegiado, composto de no mínimo três e no máximo cinco gestores, dependendo do valor da proposta e do saldo devedor já existente do proponente.

Afastamento
O ex-diretor afirmou que seu afastamento deveu-se ao fato de ele ter sido citado em relatório da Controladoria Geral da União (CGU). Apesar de ter sido citado no relatório, ressaltou não ter participação nas operações investigadas. Moraes foi superintendente estadual do BNB entre 2007 e 2011, quando se tornou diretor de Controle e Risco.
A reportagem questionou, ontem, ao BNB sobre as afirmações, informações e valores fornecidos pelo ex-diretor. Por meio de sua assessoria de imprensa, o banco afirmou que "somente voltará a tratar desse tema após a conclusão das sindicâncias internas". 

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Fortal 20 anos ao som do vovô Bell

Chiclete com Banana - o sessentão liderando a galera
Esta edição do Fortal, completa 20 anos, desde sua criação em 1992 pelos empresários Cearenses Célio Guimarães e Ailton Jr. Naquela época, iniciava-se o "bum" do Axé Music, ritmo que até então era consumido apenas em Salvador e outras cidades baianas. Surgiram com o movimento, alguns artistas e bandas que impulsionaram a folia soteropolitana pelo restante do nordeste e um pouco mais adiante também no sudeste, sul...Alguns desses artistas, ficaram pelo caminho e vivenciaram seu tempo médio de sucesso que são 10 anos mas, outros sobrevivem a lógica a continuam sendo as estrelas de micaretas como Fortal e Carnatal. Me refiro a Chiclete com Banana e Asa de Águia. O Chiclete por exemplo, que é liderado pelo dono da banda Bell Marques, é a melhor tradução desse exemplo sendo inclusive, o ancora de todos as folias elétricas e ídolo de toda essa galera jovem que se auto-denomina de "chicletera". Se contarmos desde o inicio do movimento até os dias atuais, são mais de vinte anos ou seja, aquele jovem que comprou sua "Mortália" (hoje, abadá) para as primeiras micaretas em Feira-de Santana(Ba), tem hoje mais de 40 anos, seu filho(a) deve estar na folia e seu neto já se prepara. Tudo isso, puxado pela mesma banda cujo ídolo principal, também viu o tempo passar e hoje é sexagenário e líder de um movimento jovem. É como se uma galera combinasse pra se divertir ao som do vovô Bell.

Aeroporto de Aracati/Ce inaugura dia 4/9

Aeroporto de Aracati no Ceará
Será inaugurado em duas semanas o Aeroporto de Aracati, denominado Aeroporto Dragão do Mar. Após construção da pista de decolagem, pátio de estacionamento de aeronaves e terminal de passageiros, o novo espaço está recebendo nesta semana toda a mobília.
Vindos de outras regiões, os primeiros voos charters devem ocorrer já na próxima alta estação, em dezembro deste ano. Enquanto isso, empreendedores de Canoa Quebrada já vislumbram os benefícios turísticos diretos para esta região do Litoral Leste.
Até mesmo o setor empresarial e turístico de Mossoró, no Rio Grande do Norte, espera colher bons frutos de um aeroporto mais próximo. A obra, que custou R$ 23 milhões, será inaugurada no dia 4 de agosto e deverá consolidar a liderança do Ceará na atração de turistas.
Dezenas de homens trabalham o dia inteiro na colocação dos móveis e últimos detalhes do Aeroporto de Aracati. Com uma estética que valoriza o rústico e o moderno, o local será entregue em solenidade programada para o dia 4 de agosto. De acordo com a Secretaria do Turismo (Setur), essa é a data definitiva para concretização de um serviço que chega com três anos de atraso.

LicitaçãoConforme o secretário Bismarck Maia, este semestre será de divulgação do lugar como novo equipamento para as praias do Ceará, e para início do processo de licitação para as lanchonetes e restaurantes que funcionarão no terminal de passageiros.
Também será feito o planejamento da gestão e administração do equipamento, na responsabilidade da Setur com as empresas prestadoras de serviço.
O novo espaço de transporte aéreo de passageiros irá não só incrementar o turismo no litoral cearense como será, assim, uma alternativa ao Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza. Quem comemora a vantagem de maior fluxo de pessoas é a cidade de Aracati, sobretudo nas áreas litorâneas, onde o turismo é um importante gerador de emprego e renda. É assim que vislumbra a Associação dos Empreendedores de Canoa Quebrada (Asdecq), à frente os empresários Luis Magalhães e Ruy Barbosa. Batalhadores pelo desenvolvimento da localidade, os empreendedores acreditam que o maior fluxo de turistas irá representar não só movimentação da economia como, também, a necessidade de se investir nos destinos turísticos.

Copa do MundoAssim, toda atenção pública à famosa Canoa Quebrada refletirá no desejo de voltar, ou não, por parte do visitante que desembarcar no Aeroporto de Aracati.
A região litorânea espera receber turistas e mesmo as delegações das seleções que jogarão no Ceará durante a Copa do Mundo. O que era apenas uma pista de pouso para aeronaves em situações excepcionais às rotas aéreas cearenses, agora é um verdadeiro aeroporto.

A pista de pouso possui 2,2 mil metros de cumprimento (somada área de escape) e 30 metros de largura, com vida útil de 20 anos e capacidade para operar até 1.200 movimentos por ano. O pátio de estacionamento de aeronaves terá 13 mil metros quadrados.

O novo equipamento de passageiros deverá trazer o nome do filho mais ilustre da cidade: Francisco do Nascimento, o "Dragão do Mar". A obra contou com recursos do Ministério do Turismo com contrapartida do Governo do Estado. Foram R$ 16 milhões para a reconstrução da pista e R$ 7 milhões para o terminal de passageiros. O espaço ainda facilitará o escoamento de frutas para exportação. Fica, no máximo, a 100km dos dois principais perímetros irrigados do Ceará, o Tabuleiros de Russas e o Jaguaribe Apodi.

Centro de tecnologiaA TAM Aviação Executiva instalará um centro de tecnologia, manutenção, comercialização de aeronaves e prestação de serviços. Neste ano, foi assinado um Memorando de Entendimentos entre a TAM e o Governo do Estado, para instalação desse centro. A base operacional atenderá as regiões Norte e Nordeste, bem como a América Central, oferecendo serviços técnicos para aviões executivos de pequeno e médio portes.
O contrato da TAM com o Governo Estadual incluirá a concessão, por dez anos, de um hangar de 10 mil metros quadrados, com 50% de incentivo estadual.
O hangar custará R$ 26 milhões e gerará, aproximadamente, 150 empregos diretos logo no início das operações.

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Governo da PB concede benefícios a empresas que irão gerar 900 empregos

Campina Grande/PB é uma das cidades beneficiadas
O Governo do Estado publicou decreto na edição desta quarta-feira, 18, no Diário Oficial, ratificando as resoluções que concederam benefícios fiscais pelo Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Industrial da Paraíba (Fain), através da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep), a 10 empresas em oito municípios paraibanos. As empresas são dos segmentos de alimentação, construção civil, artefatos de papelão, produtos farmacêuticos, entre outros, e juntas vão investir R$ 178,4 mi e gerar 847empregos diretos nos próximos três anos.
Entre os benefícios concedidos está a prorrogação e aumento dos prazos pelo Fain, ampliação do portfólio de produtos, revisão nos percentuais de incentivo, aprovados na última reunião do Conselho Deliberativo do Fain no final de junho, mediante novos investimentos e geração de empregos.
Já foram aprovados este ano pelo conselho, projetos que vão beneficiar quase 20 empresas em oito municípios na Paraíba – Alhandra, Boa Vista, Campina Grande, Catolé do Rocha, Cabedelo, João Pessoa, Pedras de Fogo e Santa Rita – nos ramos de fabricação de alimentos, tintas e derivados, construção civil, indústria farmacêutica, entre outros, em um investimento de R$ 202,3 mi e geração de 975 empregos diretos.
O vice-presidente do Laboratório Rabelo S/A – uma das empresas beneficiadas –, Walter de Morais Coelho Bezerra, disse que o Fain tem um peso muito importante na ampliação dos investimentos do grupo, pois vai colocar em prática um projeto de melhorias e expansão da empresa, que prevê a implantação de uma estrutura sustentável na sede do empreendimento na estrada de Cabedelo com sistema de energia solar e captação diferenciada da água.

Melhorias e investimentos
O empresário lembrou ainda que o projeto prevê também a expansão de uma parte do galpão destinado à extração de matéria prima, que funcionará numa área de três hectares no Distrito de Cajá, município de Caldas Brandão. A empresa está no mercado há mais de 120 anos e tem uma produção de 50 mil unidades de Água Rabelo por mês.
O diretor industrial e acionista da Intrafrut, Solidônio Batista Guedes, destacou que os incentivos do governo pelo Fain representam a viabilidade do empreendimento, pois o porte da sua fábrica não teria condição de sobreviver por conta da carga tributária do País que é muito alta.
“Esses incentivos vão chegar numa boa hora e nós devemos muito ao governo por isso. Na sede do meu empreendimento no Distrito Industrial de João Pessoa, numa área de 2.804 m², vou construir estacionamento, oficina mecânica, área de tratamento de efluentes, câmara frigorífica e espaço destinado ao lazer dos funcionários. A empresa hoje emprega 180 pessoas diretamente.
A Intrafrut presidida pelo atual grupo está no mercado há nove anos e atua na fabricação de sucos concentrados e integrais de frutas tropicais. A empresa tem capacidade instalada de 300 toneladas/dia e no ano passado conseguiu processar 50 mil toneladas de frutas. Da sua produção, destinada a 260 clientes, 60% vai para o mercado interno e 40% ao externo, exportada para países como Alemanha, Inglaterra, Espanha, Holanda, China e Japão.
De posse da publicação ratificando a concessão do benefício, os empresários devem solicitar a Secretaria de Estado da Receita um regime especial para usufruir dos benefícios.

Sindiverde abre inscrições para prêmio de jornalismo


R$ 21 mil em Prêmios

O Sindicato das Empresas de Reciclagem de Resíduos Sólidos Domésticos e Industriais do Estado do Ceará (Sindiverde), filiado à Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), recebe, até 30 de setembro, inscrições para o Prêmio Sindiverde de Jornalismo Ary Albuquerque. A iniciativa busca destacar as melhores reportagens sobre reciclagem e transformação de material veiculadas na imprensa brasileira e irá distribuir R$ 21 mil em prêmios.
Realizado a cada dois anos, o Prêmio Sindiverde de Jornalismo chega à sua segunda edição com o objetivo principal de incentivar a produção de conteúdo jornalístico que contribua para apresentação e disseminação de soluções inovadoras e ações de sucesso no setor de reciclagem e de transformação de materiais e dos seus benefícios, dentre os quais se destacam a economia de energia elétrica, a preservação do meio ambiente, a responsabilidade social e a sustentabilidade.
O eixo temático da edição 2012 do prêmio é "Reciclar, um bom negócio". O tema abrange toda a cadeia produtiva da reciclagem, não havendo restrições em relação à abordagem das matérias concorrentes. Elas podem ser factuais ou temáticas, seja com enfoque técnico, mercadológico, social, político, ambiental ou outro. Poderão concorrer reportagens publicadas ou veiculadas no período de 1º de janeiro a 30 de setembro de 2012 e produzidas por profissionais com formação universitária ou estudantes de Comunicação Social, Jornalismo e Publicidade e Propaganda de todo o país. Cada autor pode concorrer em todas as categorias, com limite de até três trabalhos por categoria.
As categorias são Mídia Impressa (jornal e revista), Mídia Eletrônica (televisão) e Mídia Digital (internet).
Premiação – Em cada uma das três categorias, o primeiro colocado receberá R$ 4 mil como prêmio. Segundo e terceiro colocados recebem, respectivamente, premiação de R$ 2 mil e R$ 1 mil. Os vencedores serão anunciados durante a abertura da Recicla Nordeste 2012, que ocorre de 17 a 19 de outubro.
Ary Albuquerque  A partir desta edição, o prêmio passa a ser denominado Prêmio Ary Albuquerque em reconhecimento ao trabalho do empresário pioneiro e incentivador da indústria de reciclagem e transformação de plásticos no Ceará e no Brasil. Há mais de 40 anos, Ary Albuquerque, ambientalista e escritor, empreende ações de sustentabilidade empresarial.
Para efetivar a participação, o concorrente deve preencher uma ficha de inscrição. Mais informações pelos telefones  (85) 3261 1111 (Magda) ou  (85) 8844 6873/ 9686 3296 (Tarcília Rêgo).
Sindicato das Empresas de Reciclagem de Resíduos Sólidos Domésticos e Industriais do Estado do Ceará (Sindiverde) –  (85) 3224 9400.

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Complexo portuário do Pecém inicia produção de pás eólicas

Parque Eólico Cearense em expansão
A Suzlon Energia Eólica do Brasil e a Aeris iniciaram, em julho, a produção serial de pás para os aerogeradores modelo Suzlon S95, na nova planta industrial da Aeris, localizada no Complexo Industrial do Pecém. Com 46 metros de comprimento e oito toneladas de peso, o objetivo da primeira linha é fabricar mais de 20 pás por mês na primeira fase. 
Fruto de investimento de mais de R$ 50 milhões em instalações industriais de ponta e que incluem a aplicação de tecnologia aeronáutica, a Aeris pretende ultrapassar a marca de 800 MW de produção anual em 2013. Nesse empreendimento, a Suzlon investiu cerca de R$ 10 milhões em moldes, maquinário auxiliar e suporte técnico de forma a permitir o bem sucedido início das operações.
Para Bruno Vilela, Diretor Executivo da Aeris, o início da produção seriada é um grande marco. "Com muito esforço e comprometimento de todos, a Aeris começa a operar no Brasil com a mais avançada tecnologia de produção disponível no mundo e estamos muito felizes com o apoio que recebemos da Suzlon, nossa primeira cliente, para chegarmos a este ponto. Nossos esforços se concentram agora na otimização do fluxo produtivo e contínuo desenvolvimento da cadeia de suprimentos no Brasil".
Arthur Lavieri, diretor-presidente da Suzlon, comenta: "Congratulamos todas as equipes da Aeris e da Suzlon que trabalharam tão duramente, nos últimos nove meses, para chegarmos a este grande dia. Dois moldes de mais de 50 m de comprimento e inúmeros dispositivos auxiliares foram instalados e comissionados na planta da Aeris em tempo recorde. A S95 é a nossa turbina mais moderna para ventos de velocidade média e a sua nacionalização com um parceiro brasileiro e da capacidade técnica da Aeris é um grande passo estratégico para a Suzlon no Brasil. Temos já dois grandes contratos em andamento que contam com torres, painéis, componentes elétricos e pás - todos brasileiros - e esperamos aumentar ainda mais este volume de negócios nos próximos meses".
Sobre as empresas
A Aeris é uma empresa brasileira fundada em 2010 e cujas operações foram iniciadas em 2012. O negócio do empreendimento é desenvolver, fabricar, testar e reparar pás para aerogeradores. A primeira fábrica se localiza no Complexo Industrial do Pecém e terminará 2012 com aproximadamente 400 empregados diretos.
Desde que iniciou suas operações em 2006, a Suzlon Energia Eólica do Brasil estabeleceu-se como um dos principais fornecedores de aerogeradores do país, com 38% da capacidade instalada no mercado brasileiro, segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL. A empresa opera atualmente 11 parques eólicos, equivalendo a 388 MW instalados. A sede da companhia está localizada no Ceará, com escritório em São Paulo.